A terrível história real de uma mulher presa em uma caixa debaixo da cama de um casal por sete anos

por Lucas Rabello
Publicado: Atualizado em 3,4K visualizações

A história de Colleen Stan começou em 1977, quando ela tinha apenas 20 anos e estava pegando carona de Oregon para a Califórnia, nos EUA. Ela pensou que estava fazendo uma escolha inteligente ao recusar caronas de dois estranhos, só para aceitar uma carona de Cameron e Janice Hooker, um casal aparentemente inofensivo com um bebê. Mas em vez de chegar ao seu destino, Colleen foi levada para a floresta, onde seu pesadelo começou.

Cameron Hooker, um homem que se deleitava em infligir dor, colocou uma “caixa de cabeça” sobre Colleen para mantê-la submissa. Ele então a estuprou e construiu uma caixa semelhante a um caixão onde ela foi confinada por 23 horas por dia, escondida sob a cama do casal todas as noites. Cameron tirou sua identidade, renomeando-a como “K” e declarando que Colleen não existia mais. Sua dominação era absoluta, reforçada por um contrato que Colleen foi coagida a assinar, dando-lhe controle sobre seu “corpo e alma”.

Anos em seu cativeiro, Colleen foi concedida um vislumbre de liberdade—uma visita à sua família. Ela não ousou revelar seu sofrimento porque Cameron havia ameaçado matar seus pais. Ele inventou uma mentira elaborada sobre um grupo chamado “A Companhia” que supostamente machucaria sua família se ela falasse. Essa mentira, combinada com suas ameaças, garantiu o silêncio de Colleen. Sua família, alheia à sua verdadeira situação, suspeitava que ela tivesse entrado para um culto.

Colleen Stan vista em uma entrevista de 2016.

Colleen Stan vista em uma entrevista de 2016.

Após sua breve visita, Colleen voltou para Cameron, suportando mais três anos e meio de tormento. Foi apenas graças a Janice Hooker, a esposa de Cameron, que o cativeiro de Colleen terminou. Janice confessou que “A Companhia” era uma invenção e ajudou Colleen a escapar. Com uma nova esperança, Colleen foi para uma estação de ônibus, ligou para Cameron para declarar sua partida e saiu.

Janice tinha seus próprios motivos distorcidos para ajudar Colleen. Ela pediu que Colleen ligasse para Cameron diariamente, esperando que esse estranho arranjo pudesse reformá-lo. Não surpreendentemente, não funcionou. Três meses depois, Janice denunciou Cameron, revelando seus atos horríveis não apenas contra Colleen, mas também alegando que ele havia assassinado outra mulher, Marie Elizabeth Spannhake. Embora Cameron não tenha sido acusado pela morte de Marie devido à falta de provas, ele enfrentou a justiça por seus crimes contra Colleen.

Cameron Hooker visto em 1985.

Cameron Hooker visto em 1985.

Um júri considerou Cameron culpado de sequestro, copulação oral, estupro com objeto estranho, sodomia e várias acusações de violação. Ele foi condenado a mais de um século de prisão, onde permanece até hoje.

A história de Colleen é um lembrete assustador dos horrores ocultos que podem estar por trás de fachadas aparentemente normais. Cameron e Janice Hooker pareciam ser um casal comum, mas suas ações revelaram um mundo de escuridão e crueldade. Através de manipulação, medo e abuso incessante, Cameron controlou Colleen, transformando sua vida em um inferno vivo.

Lucas Rabello
Lucas Rabello

Fundador do portal Mistérios do Mundo (2011). Escritor de ciência, mas cobrindo uma ampla variedade de assuntos. Ganhou o prêmio influenciador digital na categoria curiosidades.

Mistérios do Mundo 2024 © Todos os direitos reservados