Álcool: o maior inimigo da nossa felicidade

Você já ouviu falar sobre o Grant Study? Esse é o estudo sociológico de duração mais longa já realizado, e começou em 1938. Desde essa data, pesquisadores de Harvard analisaram a vida de 200 homens e relataram suas questões físicas e emocionais. Ao longo dos anos, as descobertas foram indicando que a inteligência (acima de certo nível) não tinha influência alguma sobre os rendimentos de um indivíduo, e que os liberais mais velhos eram os que praticavam mais sexo. Além disso, o estudo também revelou um inimigo mortal da felicidade: o álcool.

Em uma atualização ao estudo feita em 2012, chamada de Triumphs of Experience, o principal autor, George Vaillant, disse que o álcool foi um dos fatores principais a proporciona ‘quedas’ durante a vida dos participantes. O álcool foi mais decisivo nesse sentido do que a inteligência, o status social da família e tendências políticas.

Independentemente da função social do indivíduo, quando ele se jogava ao álcool, o caminho era quase sempre igual: ladeira abaixo. O alcoolismo foi a principal causa para divórcios durante o estudo, além de ter sido um dos principais gatilhos para doenças psicóticas e depressão. Junto com o cigarro, a bebida se mostrou uma das principais causas para uma morte precoce. [Harvard]

Comentários
Carregando...