A chocante realidade de crianças em fábricas de jeans na Índia

A forma como consumimos os mais variados tipos de produtos em nosso sistema fez com que os processos de produção se tornassem cada vez mais urgentes, rápidos e padronizados. Tudo em uma tentativa de produzir mais em menos tempo. Isso faz com que muitos vezes produtos que eram manufaturados por humanos hoje sejam feitos por máquinas e aparelhos eletrônicos.

Mistérios do Mundo

Entretanto, muitas indústrias aproveitaram também para explorar a mão de obra barata de países que não possuem legislação e educação desenvolvidas e fortes na área do trabalho. Por isso, podem contratar crianças, por exemplo, pagando apenas alguns centavos, e fazendo-as trabalhar pelo dobro de horas permitidas por dia.

É assim que sobrevivem algumas das multinacionais mais poderosas do mundo, produzindo produtos baratos, mas com um alto custo humano. E mesmo com as campanhas que são realizadas em países ocidentais, os países mais pobres seguem vivendo sem apoio jurídico e legislativo, e sem proteção na área do trabalho.

Mistérios do Mundo
AFP

Hoje, ativistas dos direitos da crianças da ONG Bachpan Bachao Andolan denunciam que crianças de apenas oito anos foram agredidos com martelos e até mesmo choques elétricos quando estavam impossibilitados de cumprir seus trabalhos em uma fábrica de jeans na Índia.

Mistérios do Mundo

As crianças, que tinham de 8 a 13 anos de idade, eram obrigadas a trabalhar 23 horas por dia, e eram trancados em um banheiro sem o direito de comer caso fossem capturados cochilando durante o horário de trabalho.

.

Segundo os ativistas, o trabalho das crianças consistia em cortar os fios das calças e depois dobrá-los, o que não podia levar mais de 10 minutos. Desta forma, os fiscais da empresa de Nova Delhi golpeavam com um martelo aqueles que demoravam mais do que o tempo esperado. Quando foram resgatados, muitas das crianças estavam em condições tão deploráveis que tiveram que ser auxiliados, porque não conseguiam caminhar sozinhos. Além disso, algumas crianças sequer conseguiam abrir os olhos, por conta da estranha luz solar que viam pela primeira vez em quatro anos.

Mistérios do Mundo
Caters
Mistérios do Mundo
Caters

Os donos da fábrica deixavam as crianças presas em uma pequena habitação sem janelas, onde deviam empacotar mais de 5 mil jeans diariamente. Sequer podiam tomar banho. Depois do resgate, as crianças foram levadas até as dependências da ONG Childline, onde receberam tratamento médico para curar as feridas deixadas pelos ataques brutais a que eram submetidos diariamente.

Os exames médicos das crianças demonstraram que elas possuem marcas de lesões na cabeça, no peito, nos pés, costas e no rosto. As crianças revelaram que trabalhavam de 22 a 23 horas todos os dias, sem folgas, e eram castigadas com objetos cortantes, martelos e choques elétricos quando manifestavam estar com sono.

Mistérios do Mundo
EFE

Comentários
Carregando...