8 lugares incríveis que talvez você nunca tenha ouvido falar

Versão em vídeo:

Versão em texto:

A humanidade já criou muita coisa em seus milhares de anos de existência. Já desvendamos muitos mistérios: Stonehenge, Pirâmides do Egito ou a Ilha de Páscoa. Mas o mundo ainda está repleto de muitas construções incríveis que pouca gente conhece.

Igrejas de Lalibela

Pixabay

Situadas na Etiópia, a cerca de 640km de distância da capital Adis Adeba, as igrejas de Lalibela são consideradas um Patrimônio Cultural da Humanidade. Todos os anos, o local sagrado recebe milhões de pessoas que peregrinam até o local, em um ato de fé.

O local abriga 11 igrejas, um mosteiro e mais uma série de templos, sendo todas essas construções datadas do século XII e levantadas de cima para baixo, em um processo de construção que levou mais de 20 anos para ser concluído.

A construção das igrejas foi uma ordem do rei Lalibela, a partir da conquista de Jerusalém por parte dos árabes. Como os cristãos estavam impedidos de realizar suas tradições religiosas na cidade sagrada, o rei decidiu criar sua própria Jerusalém, dentro da Etiópia.

Sigiriya

Pixabay

Sigiriya é a antiga capital do Sri Lanka, construída entre 495 e 477 a.C. e hoje considerada um patrimônio mundial da UNESCO. A impostância histórica de Sigiriya soma-se à grande quantidade de jardins, resquícios dos conhecimentos de hidráulica da época, e até mesmo lagos artificiais, com uma barragem de 12km. Toda a água utilizada para fazer funcionar as fontes da cidade usam conceitos de gravidade e pressão artificial, e até hoje são funcionais.

Ao norte da antiga cidade fica localizada a rocha de Pindurangala, casa para monastério budista e vários templos construídos no interior de cavernas.

Kailasa

WikiCommons

O Kailasa está entre as maiores estruturas já criadas pelo ser humano em toda a história. Não é à toa que o local levou mais de 200 anos para ser construído na região de Bombaim, na Índia. Trata-se de um templo construído a partir do século VIII, em homenagem à divindade indiana de Shiva.

Os detalhes sobre a construção deste templo ainda são um tanto obscuros, o que atiça a criatividade e imaginação de alguns atores, que chegam a supor que algum tipo de força sobrenatural tenha sido utilizada durante sua construção. Um deles é o famoso escritor Erich Von Daniken, que em um de seus livros cita Kailasa como uma construção possivelmente feita por “astronautas antigos”.

Lendas à parte, Kailasa atrai uma série de turistas, que vão até o lugar seja pela curiosidade de conhecer um local tão antigo e histórico, ou pela vontade de explorar os supostos mistérios e tesouros escondidos ao redor da construção.

Setenil de Las Bodegas

WikiCommons

Este é um município espanhol com pouco mais de 3 mil habitantes, que apesar de pequeno e modesto atrai uma grande quantidade de turistas todos os anos por conta de suas peculiaridades. Localizada em uma região bastante montanhosa, Setenil de Las Bodegas possui muitas casas construídas embaixo de pedras enormes, criando um cenário poucas vezes encontrado em outras partes do mundo.

Por conta da proximidade com as rochas, muitas residências aproveitam a estrutura rochosa como parte da própria casa, seja como teto ou parede. Isso não apenas proporciona uma experiência arquitetônica única, mas também oferece alguns benefícios para os moradores. As pedras, por exemplo, ajudam a proteger os moradores em dias mais frios, e mesmo no verão ajudam a impedir o calor extremo de atingir as residências.

Se você gosta de viajar para localidades pouco conhecidas, porém extremamente interessantes, este pode ser um destino ideal para você.

Metéora

WikiCommons

Metéora (que em grego significa algo como ‘meio do céu’) é uma localidade grega, ao noroeste de Tessália, tendo Kalabáka como a cidade mais próxima. Trata-se do segundo maior complexo de mosteiros da religião cristã, sendo superado somente pelo Monte Atos. Seu pico possui 549 metros.

Os historiadores não conseguem afirmar com exatidão quando se deu a construção de Metéora, mas concordam que ela possivelmente começou no Século XI, quando alguns povos eremitas passaram a se estabelecer em cavernas da região.

De acordo com relatos antigos, Metéora já abrigou mais de 20 mosteiros, dos quais seis existem até hoje, acessíveis por uma série de escadas de acesso, construídas apenas em 1920. Antes disso, a única forma de chegar aos mosteiros era utilizando um guindaste.

Abuna Yemata Guh

WikiCommons

A Igreja de Abuna Yemata Guh fica localizada na Etiópia, mais especificamente na região de Tigray. Trata-se de uma igreja monolítica construída no Século V, em uma pedra com mais de 2580 metros de altura. Para chegar até lá, é necessária uma caminhada considerável, que inclui também uma subida de 6 metros por uma grande parede de rocha sem cordas.

A história sobre a sua construção é um tanto misteriosa, mas a maioria dos historiadores defende que a igreja foi construída inicialmente por um padre egípcio chamado Yemata, que caminhou por toda a Etiópia e escolheu o todo das montanhas para construir seu templo. Suas motivações são alvo de bastante discussão, mas tudo indica que ele provavelmente estava fugindo de algum tipo de invasor.

Muitos dos afrescos localizados no interior da Igreja foram muito bem preservados e resistiram à passagem do tempo. Isso se dá, em grande parte, pelo ar seco e pela falta de umidade do local.

Parque Nacional de Mesa Verde

WikiCommons

Este parque nacional localizado nos Estados Unidos é um Patrimônio Mundial da UNESCO, situado no condado de Montezuma, no Colorado. Uma de suas principais atrações é a grande quantidade de pequenas casas construídas na parede dos penhascos presentes por lá.

A região foi habitada por índios nativos dos EUA entre 600 e 1300 d.C, antes destes se espalharem por outras localidades, como as que hoje são conhecidas como Utah, Arizona e o Novo México.

Pagando uma entrada de aproximadamente 8 dólares, você tem o direito de visitar o parque a pé ou utilizando uma bicicleta. Algumas das casas construídas nos penhascos podem ser visitadas pelos turistas, o que sem dúvidas é uma experiência única para quem gosta de viajar e voltar com boas histórias para contar. Mas as rochas não são os únicos atrativos do parque. Caso você já tenha se perguntado, o nome “Mesa Verde” vem da grande concentração de áreas ricas em vegetação, que dão ao local um belíssimo aspecto verde e natural.

Derinkuyu

WikiCommons

Derinkuyu é uma misteriosa cidade subterrânea localizada na província de Nevsehir, na Turquia, naquela que é considerada a região histórica da Capadócia. A cidade possui 20 níveis diferentes, com grandes cisternas, onde eram armazenados alimentos e especiarias. Além disso, Derinkuyu foi equipada com várias cozinhas com sistemas avançados de dispersão de fumaça, o que ajudava a evitar que a cidade fosse percebida da superfície.

O mais incrível nesta construção histórica talvez seja o sistema de ventilação, que permite a circulação de ar por todas as galerias, bares, poços de água, templos, estábulos e centenas de outros estabelecimentos.

Análises realizadas a partir de material coletado do cemitério da cidade apontam para o ano de 1800 a.C, mas alguns historiadores defendem que a cidade começou a ser construída muito antes, por volta de 9000 a.C.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.