7 sinais de que seu corpo precisa de mais ácido fólico

Segundo o Instituto de Medicina dos EUA, os adultos devem consumir 400 microgramas de ácido fólico por dia. Esta substância, também chamada de folato ou vitamina B9, é crucial para a nossa saúde, pois ajuda o corpo a produzir e reparar o DNA, além de ser responsável pela produção de glóbulos vermelhos. Se o seu corpo não tem folato suficiente, você pode sofrer com certos sintomas e até mesmo desenvolver anemia, uma condição em que os órgãos internos não conseguem oxigênio suficiente para funcionar adequadamente.

Nessa lista você confere os sinais mais comuns que indicam que o seu corpo precisa de mais ácido fólico.

7. Problemas cognitivos

© depositphotos.com   © depositphotos.com

O ácido fólico é extremamente importante para o sistema nervoso central. Se seu corpo não tem essa vitamina em quantidades suficientes, você sofrer com depressão, ter dificuldade em se concentrar e sentir-se esquecido e irritado com facilidade. Se a deficiência não for tratada adequadamente, pode haver risco de desenvolvimento de distúrbios graves, como demência ou doença de Alzheimer.

6. Dores no corpo

© depositphotos.com   © depositphotos.com

Em casos graves de anemia causada por deficiência de folato, o cérebro recebe menos oxigênio do que deveria. Em resposta a isso, as artérias cerebrais começam a inchar e você pode ficar com dor de cabeça. No entanto, seu cérebro não é o único órgão que para receber oxigênio, então você também pode sentir dor em outras partes do seu corpo.

5. Pele pálida

© shutterstock.com

A hemoglobina, uma proteína contida nos glóbulos vermelhos, é responsável pelo transporte de oxigênio dos pulmões para todos os tecidos do corpo. Quando seu corpo não tem folato suficiente, você não também não tem células sanguíneas suficientes para fornecer aos órgãos internos a quantidade necessária de oxigênio. Isso pode resultar em sensações de fraqueza muscular, fadiga, dormência nas mãos e pés e pele pálida.

4. Falta de ar

© shutterstock.com   © shutterstock.com

Se você perceber que está ficando sem fôlego ao fazer coisas que normalmente lidaria sem problemas, isso significa que seus níveis de oxigênio estão baixos por causa do seu corpo não ter glóbulos vermelhos suficientes. Junto com esse sintoma, você também pode experimentar um aumento da frequência cardíaca e a sensação de tontura ou até desmaio.

3. Problemas digestivos

© depositphotos.com

Sintomas gastrointestinais como náuseas, vômitos, dor de estômago e diarreia após as refeições podem ser os primeiros sinais de que seu corpo não tem ácido fólico em quantidades adequadas.

2. Feridas na boca e inchaço da língua

© depositphotos.com

Esses sintomas geralmente ocorrem quando a falta de folato é grave, portanto você não deve negligenciá-los. Sua língua pode ficar inchada, vermelha ou brilhante, geralmente ao redor da ponta e nas bordas. Devido à diminuição dos glóbulos vermelhos, você também pode sentir dor ao engolir ou sofrer com inflamações na língua e estomatite.

1. Paladar reduzido

© zo3bi_m / instagram   © foodiebuddie_ / instagram

De acordo com alguns estudos, além de feridas na boca, a deficiência de ácido fólico pode resultar em problemas para degustar sua comida. Isso acontece por causa de seus receptores gustativos, chamados papilas, que não conseguem mandar mensagens para o cérebro através do sistema nervoso devido aos problemas existentes na língua.

Bônus: Como tratar a deficiência de folato

© joslinndek1 / instagram   © shasbakingpassion / instagram   © _emalka / instagram   © sofi.rondoletto / instagram

A maneira mais fácil de resolver a deficiência de folato é através da sua dieta. Para manter um estado fólico adequado, você deve comer mais vegetais verdes escuros, como brócolis, couve de Bruxelas, espinafre e aspargos. Quanto a outros alimentos, é melhor consumir frutas cítricas, feijão, cogumelos e grãos integrais regularmente.

Se você notou algum destes sintomas, a primeira coisa que você deve fazer é consultar o seu médico para confirmar o diagnóstico. Só depois disso você deve começar a mudar seus hábitos alimentares.

via BrightSide.

Comentários
Carregando...