7 pessoas que foram demitidas graças ao poder das redes sociais

Alguma vez você já postou algo nas mídias sociais e depois se arrependeu? Na maioria das vezes, você pode voltar para excluí-los antes que alguém perceba. Nem todo mundo, no entanto, acaba tendo essa sorte. Independentemente de quantos seguidores você tenha nas mídias sociais, apenas um post pode fazer você ser ridicularizado por milhões. Além disso, você também pode perder seu emprego, que foi o caso das pessoas a seguir.

Veja só 7 pessoas que foram demitidas graças ao poder das redes sociais:

7 – Justine Sacco

“Indo para a África. Espero não pegar AIDS. Brincadeira. Sou branca!”

Justine Sacco era uma especialista em relações públicas que trabalhava para a empresa de internet InterActive Corp até ganhar notabilidade internacional por postar o texto racista acima. Pelo jeito ela também não teve bom senso, pois só excluiu o Tweet algumas horas depois. Eventualmente, toda a atenção que ganhou fez com que a informação fosse vista por sua empresa, que a demitiu prontamente.

6 – Mike Bacsik

Mike Bacsik, o ex-arremessador da Major League Baseball, foi suspenso e acabou sendo demitido de seu trabalho como produtor de rádio depois de alguns comentários racistas que fez no Twitter após um jogo entre o Mavericks e o Spurs. Quando o resultado não favoreceu sua equipe, ele disse “Parabéns a todos os mexicanos sujos em San Antonio”, uma observação que provocou uma reação furiosa e forçou a equipe da rádio a tomar medidas contra ele.

5 – Mineiros australianos

Um grupo de 15 mineiros que trabalhavam na mina de ouro de Agnew Goldfields foram todos demitidos de seus postos e proibidos de trabalhar em qualquer outro projeto com a empresa depois que eles se filmaram realizando a dança do Harlem Shake na mina. Segundo relatos, autoridades da empresa sentiram que o comportamento foi um risco à segurança e resolveram tomar medidas sérias contra os envolvidos.

4 – Johnny Cook

Ao contrário de muitas outras pessoas nesta lista, Johnny Cook não foi demitido por postar algo estúpido nas mídias sociais, mas sim porque ele se posicionou para proteger um dos estudantes que transportava no ônibus escolar. Depois de descobrir que uma das crianças estava com fome depois da escola por não ter recebido almoço devido a uma dívida de 40 centavos, ele fez uma declaração em seu perfil no Facebook. Quando ele se recusou a retirar o post da internet ou pedir desculpas aos funcionários da escola, ele perdeu o emprego.

3 – Stuart MacLennan

Stuart MacLennan era uma estrela em ascensão na política britânica parte do Partido Trabalhista na Escócia até ser expulso do partido, após alguns tweets bizarros no Twitter. O político enviou vários tweets nos quais ele se referia a pessoas idosas como trapaceiras e fazia várias piadas sobre o tráfico de escravos.

2 – Tania Dickinson

Tania Dickinson provou o quanto postar certas coisas nas redes sociais pode ser uma péssima ideia quando enviou uma mensagem em seu perfil no Facebook que deixou claro exatamente o quanto de trabalho ela não fazia em seu emprego. Descrevendo a si mesma como um “altamente competente na arte do desperdício de tempo”, não houve escolha: seus superiores a demitiram pelo jeito por sua falta de profissionalismo.

1 – Chadwin Reynolds

Depois de passar várias semanas seguindo seus alunos de sua turma no Facebook, Chadwin Reynolds começou então a comentar nas fotos que postavam em suas linhas do tempo. O fator stalker tomou conta quando ele começou a dizer coisas como “isso é sexy” nas fotos dos alunos, o que levou os funcionários da escola a suspendê-lo e em seguida demiti-lo depois de uma investigação.

Ou seja: é importante lembrar-se de que existem seres humanos por trás das telinhas e tudo aquilo que dizemos e fazemos pode pesar bastante em nossas vidas mais tarde.

[Lolwot]

Comentários
Carregando...