7 lugares incríveis que simplesmente emergiram da água

Dois terços da Terra são cobertos com água e quase 97% dela é água salgada. Então, há uma espécie de certeza de que algumas cidades no futuro (e no passado) seriam submersas na água. No entanto, apesar dessa realidade ser bastante previsível, o contrário acaba sendo bastante raro: em alguns casos, certos lugares acabaram sendo submersos e, depois de um tempo, ressurgindo misteriosamente.

A seguir, você conhecerá alguns deles – Veja só 7 lugares incríveis antes escondidos que simplesmente emergiram da água:

7 – A igreja de 400 anos que foi exposta por um reservatório mexicano drenado

Em 2015, os restos de uma igreja da era colonial emergiram das águas de um rio no estado de Chiapas, no México. A bacia do rio Grijalva foi atingida por uma seca neste ano, que causou uma queda no nível da água no reservatório de Nezahualcoyotl em 25 metros.

A igreja foi construída em meados do século XVI por um grupo de monges (liderados pelo frade Bartolome de la Casas) na região de Quechula, que antes era habitada pelo povo zoque. Havia sido originalmente submersa nas águas do reservatório de Nezahualcoyotl em 1966.

6 – A cidade argentina que ressurgiu após ter ficado submersa por por 30 anos

Nos anos 20, uma vila turística chamada Villa Epecuen foi estabelecida ao longo das margens do Lago Epecuen, um lago de sal cerca de 600 quilômetros a sudoeste de Buenos Aires. O Lago Epecuen é como a maioria dos outros lagos de montanha, exceto por uma diferença importante: possui níveis de sal perdendo apenas para o Mar Morto e é dez vezes mais alto que qualquer oceano.

A população da cidade atingiu seu auge na década de 1970, com mais de 5.000 habitantes. Quase 300 empresas existiam, incluindo hotéis, albergues, spas, lojas e museus. Durante esse período, um evento climático de longo prazo estava causando muito mais chuvas do que o habitual nas colinas circundantes, e o Lago Epecuen começou a crescer. Em 10 de novembro de 1985, um enorme volume de água rompeu a barragem e inundou grande parte da cidade. Em 1993, as águas consumiram a cidade até ser coberta por 10 metros de água.

Quase 25 anos depois, em 2009, o tempo úmido reverteu a situação e as águas começaram a recuar. A Villa Epecuen começou a voltar à superfície. Ninguém voltou à cidade, exceto um homem chamado Pablo Novak, de 81 anos, que agora é o único morador da vila.

5 – A Igreja de São Nicolau foi submersa em um lago artificial

Não muito longe da cachoeira mais alta dos Bálcãs fica o Lago Mavrovo, um parque nacional na Macedônia famoso por sua igreja semi-submersa. Situada em um cenário de tirar o fôlego, em meio a planaltos gramados e picos nevados, a igreja abandonada de São Nicolau foi vítima de um lago artificial criado para fornecer água a uma usina local.

A metade de cima da igreja ainda é visível, emergindo do lago ao lado da vila que uma vez a frequentava. Hoje, as ervas daninhas crescem das ruínas e o telhado de azulejos da torre está desmoronando, mas a construção continuará prosperando como ponto turístico na paisagem nos próximos anos.

4 – O incrível santuário subaquático que se transforma em um parque municipal

O Grüner See (também conhecido como “Lago Verde”) está localizado na Estíria, na Áustria. É conhecido por suas vistas panorâmicas e pela água verde-esmeralda que escorre das montanhas circundantes cobertas de neve. Durante a estação de inverno, antes do gelo derreter, o lago fica com apenas 1 a 2 metros de profundidade e a área circundante é usada como um parque municipal. No entanto, na primavera, a bacia de terra abaixo da montanha se enche de água, transformando o lago em um santuário subaquático com cerca de 12 metros de profundidade.

O Grüner See é livre de poluição e é um destino turístico imensamente popular para turistas, campistas e aventureiros que desejam desfrutar da natureza.

3 – A cidade chinesa que inundou após um terremoto, mas ressurgiu após cinco anos debaixo d’água

© Wikimedia Commons

Essas imagens surpreendentes mostram uma vila inteira emergindo de um lago cinco anos depois de ter sido completamente inundada após um forte terremoto. Quase dez edifícios – incluindo residências, escritórios e uma escola primária – emergiram da água desde que a vila de Xuanping foi destruída em 2008.

Um terremoto de magnitude 8,0 devastou a vila no condado de Beichuan, província de Sichuan na China, fazendo com que ela fosse completamente submersa.

2 – A cidade perdida do oeste selvagem que surgiu após uma seca em Nevada

© NPS

A cidade pioneira mórmon de Saint Thomas foi inundada há 70 anos pelas águas do rio Colorado, quando foi represada, criando o Lago Mead. Suas ruínas estão agora expostas, pois uma seca contínua mantém o reservatório perto de níveis historicamente baixos.

St. Thomas foi fundada em 1865 na confluência dos rios Muddy e Virgin pelos mórmons enviados para o sul de Nevada para plantar algodão e expandir o alcance de sua igreja em direção à costa oeste. A cidade cresceu para uma população de 500 pessoas quando foi inundada em 1938.

As estruturas subaquáticas de concreto de Saint Thomas foram vistas pela primeira vez pelos pescadores em 2003. Hoje, arbustos cobrem a paisagem. Atualmente, o Bureau of Reclamation dos EUA está avaliando propostas para gerenciar a seca no rio, que fornece água e energia a milhões de pessoas nos estados ocidentais.

1 – A igreja venezuelana que ressurgiu após 33 anos submersa

© Juan Tello / Flickr

Entre 1985 e 2008, pescadores e excursionistas que viajavam de barco ao longo do lago formado pelo Reservatório Uribante em Táchira, Venezuela, se depararam com uma vista assustadora – uma cruz que se erguia para fora da água. Estava claramente ligado a algo que a suportava – algo grande e profundo abaixo da superfície.

Em 2008, a cruz começou a subir para cada vez mais fora da água, revelando mais da estrutura gótica abaixo. Era literalmente apenas a ponta de algo muito mais maciço.

Na realidade, a estrutura não estava saindo da água, mas a água do reservatório estava recuando, revelando o que o lago havia escondido por mais de duas décadas. Em 2010, a água havia recuado quase inteiramente, revelando uma grande extensão de terra plana e uma imponente igreja gótica que já estava quase submersa.

A igreja pertencia à cidade de Potosi, que em 1985 foi propositalmente inundada pelo represamento de um rio próximo para criar energia hidrelétrica. Todos os cidadãos de Potosi tiveram que ser realocados. Por 20 anos, tudo o que restou de sua vida anterior foi a cruz no topo da torre da igreja que quase havia sido submersa.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.