7 descobertas arqueológicas que são hilárias (e algumas até obscenas)

4. Consumidor babilônico insatisfeito 

photo4Se você não fala babilônico antigo, lá vai: a essência dessa mensagem é basicamente que a um cara chamado Nanni foi prometido “lingotes de cobre fino de excelente qualidade”, de um traficante chamado Ea-Nasir. Infelizmente, a qualidade do produto estava abaixo das expectativas.

Em tom hilário, ele transmite sua mensagem, dizendo-se ofendido com a transição e querendo seu dinheiro de volta! A mais antiga “review negativa” de um produto encontra-se exposta no Museu Britânico.

5. A Europa Medieval criou as batalhas de rap e as comédias de insulto

photo5

Se você acha que as batalhas entre cantores de rap e comediantes stand up é coisa moderna, vai se espantar em saber que os primeiros a fazerem isso foram os membros da realeza escocesa.

Poetas como William Dunbar e Walter Kennedy faziam essas batalhas em público, para o rei James IV.

Além de ser conhecido por estar sempre doente, Kennedy também ficou registrado nos livros de história por ser a primeira pessoa a comparar, de maneira ofensiva, uma pessoa a excrementos.

Obviamente, as mulheres quando citadas nessas batalhas eram sempre comparadas a demônios e o conteúdo extremamente machista. Numa das canções, um homem amaldiçoa sua esposa, que vê crescer pequenas vaginas em seu corpo inteiro.

6. Alguém queimou a comida, há 3000 anos

photo-6

Quando os arqueólogos encontraram um recipiente de barro de 3.000 anos de idade contendo uma “substância vítreo e espumosa” nas zonas úmidas dinamarquesas, eles ficaram mais animados do que você poderia supor. Isso porque tais objetos são encontrados destruídos normalmente, e nenhuma matéria orgânica sobrevive.

No entanto, sabe qual era o resíduo queimado e grudado no fundo da panela dessa vez? Sangue nórdico? Aço de uma super espada derritda?

Nada disso.

Era queijo. Só queijo mesmo. E nem era queijo bom. Era queijo feito a partir do estômago de vaca.

7. Gatos sempre sendo gatos

photo-7

Não é terrível quando você está concentrado, tentando escrever o próximo grande romance Best-Seller de todos os tempos e seu gato simplesmente começa a passear pelo teclado, achando que aquele local é sua passarela especial?

Hoje em dia você pode corrigir tudo isso com o uso da tecla backspace. Mas e na Idade Média quando seu gato decide que pode caminhar sobre seu trabalho super importante com as patas sujas de tinta? Oooops!

Veja também: Mais do autor

Comentários

Carregando...