7 desastres assustadores registrados em vídeo

Versão em vídeo:

Versão em texto:

Não dá para saber onde e quando um desastre vai acontecer, mas às vezes, câmeras oportunas registram o drama e a devastação de uma tragédia.

Aqui estão 7 desastres assustadores que foram registrados em vídeo.

Fluxo piroclástico do Monte Unzen

Esse complexo abriga vários vulcões ativos parcialmente sobrepostos em Nagasaki, no Japão. E em junho de 1991, a erupção de um dos picos fez surgir uma nuvem piroclástica que matou 43 pessoas, incluindo três vulcanólogos que estavam na região coletando informações sobre o local, outros cientistas e vários jornalistas.

Os fluxos piroclásticos são corpos fluidos compostos de gás quente, cinzas e rochas. Essas nuvens colossais viajam a mais de 150 quilômetros por hora. A do Monte Unzen, em especial, destruiu mais de duas mil casas.

Ninguém, nem nos piores pesadelos, gostaria de se deparar com algo assim, não é mesmo?

Meteoro de Cheliabinsk

Imagine estar dirigindo tranquilamente quando uma cena dessa toma conta do céu. Foi o que aconteceu em fevereiro de 2013, na Rússia.

Esse evento foi causado por um corpo celeste que adentrou a atmosfera do planeta. A maioria dos detritos que chegam são relativamente pequenos, e acabam se desintegrando no caminho.

Esse não foi o caso do Cheliabinsk.

Ele tinha 17 metros de diâmetro e pesava mais de 10 mil toneladas, bem maior que as rochas que caem diariamente sobre o planeta, e o impacto com a atmosfera não foi capaz de destrui-lo.

O meteoro somente explodiu quando estava entre 30 e 50 quilômetros de altitude, e viajando a 108 mil quilômetros
por hora.

A onda de choque gerada pela explosão causou danos em um raio de 80 quilômetros, principalmente destruindo vidros e janelas, causando ferimentos em quase 1.500 pessoas

Tsunami no Japão

Era 11 de março de 2011, e o Japão vivia um dos momentos mais trágicos de sua história: o terremoto mais forte já registrado no país provocou um tsunami com ondas de até 15 metros de altura.

Do alto de prédios muitos japoneses viam, impotentes, o momento em que as primeiras ondas venciam os muros de proteção como se eles não existissem.

Paredes de água invadiram as cidades do litoral, carregando e destruindo barcos, carros e casas, que de longe pareciam de brinquedo.

Mais de 15 mil pessoas morreram, e a devastação gerou impressionantes 25 milhões de toneladas de detritos.

Queda de avião em Taiwan

No dia 4 de fevereiro de 2015, um conjunção de fatores que incluía uma falha no motor e erros da tripulação, fez um avião cair e matar 43 das 58 pessoas a bordo.

O voo TransÁsia 235 era uma rota aérea regular entre o Aeroporto de Taipé e o Aeroporto de Kinmen. Houve uma confusão na cabine de comando enquanto os dois pilotos tentavam retomar o controle da aeronave após um dos motores parar de funcionar.

Um dos comandantes reduziu a potência do que estava funcionando, mas pareceu não perceber o erro até ser tarde demais.

O avião já estava em baixa velocidade e altitude, e em um vídeo amador, é possível ver o momento em que ele colide com um viaduto, para depois cair no rio.

Desastre do Hindenburg

Em 6 de maio de 1937, após uma viagem intercontinental, o icônico dirigível Hindenburg explodiu no ar, enquanto tentava atracar em seu mastro de amarração em Nova Jersey, nos Estados Unidos.

Dos 100 passageiros a bordo, 35 morreram e outros ficaram gravemente feridos.

O dirigível estava repleto de gás hidrogênio e energia eletrostática, pegou fogo por completo em poucos segundos, após a tentativa fracassada de pouso.

O Hindenburg, então operado pelo governo nazista, tinha 245 metros de comprimento, 41 de diâmetro, voava a 135 quilômetros por hora, com autonomia de 14 mil quilômetros.

Bomba Tsar

Essa bomba de 58 megatons era equivalente a 58 milhões de toneladas de TNT.

Ela foi detonada em 30 de Outubro de 1961, em Nova Zembla, uma ilha no oceano Ártico e gerou uma bola de fogo que foi vista a mais de mil quilômetros de distância.

Todo calor gerado poderia causar queimaduras de 3º grau em uma pessoa que estivesse a 100 km de distância.

O impacto da bomba foi sentido em vários países, e há até relatos de janelas quebradas na Finlândia por conta do ocorrido.

A nuvem cogumelo produzida subiu para além dos 60 quilômetros de altitude.

Ponte de Tacoma Narrows

Pontes-pênsil são estruturas muito interessantes que começaram a se popularizar no século 19: elas são suspensas por cabos, e até podem balançar durante a travessia, pelo menos as menores.

Hoje em dia, a ponte pênsil mais famosa talvez seja a Golden Gate, na Califórnia, Estados Unidos.

Mas, em 1940, uma das pontes mais famosas da época acabou vendo seu fim de maneira trágica: localizada em Washington, a  Tacoma  foi completamente destruída após sofrer ação da força do vento.

A ponte começou a oscilar por volta das 10 horas e, em apenas 1 hora, entrou em colapso total.

Infelizmente, houve uma vítima no acidente: um pobre cachorrinho que estava em um veículo abandonado sobre a ponte.

buy metformin metformin online