Início » Curiosidades » 7 bilionários que acabaram perdendo toda sua fortuna

7 bilionários que acabaram perdendo toda sua fortuna

Luciana Calogeras

Publicado em

Você pode até não acreditar, porém existiram pessoas que chegaram até a casa dos bilhões e conseguiram a façanha de simplesmente perderem suas fortunas.

Adam Smith já dizia “o difícil é juntar o primeiro milhão”, uma vez que dinheiro faz mais dinheiro. E sobre o primeiro bilhão? Tratam-se de tantos zeros que o cérebro dá até um “bug” só de pensar.

Estima-se que havia 2,153 bilionários no mundo, segundo dados da Forbes, em Março de 2019. Porém, que tal também falarmos daqueles que chegaram até lá e acabaram perdendo a sua fortuna? Pois é, por incrível que pareça existem pessoas que conseguiram fazer isso.

Conheça 7 bilionários que acabaram perdendo toda sua fortuna:

7 – Jocelyn Wildenstein

https://www.facebook.com/120029241342839/photos/a.155831937762569/1891210024224743/?type=3&theater

Você certamente já deve ter ouvido falar da socialite suiça Jocelyn Wildenstein, conhecida como “a mulher gato” por conta de suas inúmeras cirurgias, não é mesmo?

Bem, ela foi casada por 20 anos com Alec Wildenstein, um empresário francês, de quem ela acabou se divorciando em 1999. Mesmo antes do divórcio a socialite gastava cerca de 1 milhão por mês e, após o divórcio, no qual ela herdou 2,5 bilhões de dólares, de acordo com o New York Post, ela continuou mantendo o mesmo padrão de vida.

Este foi considerado o segundo divórcio mais caro do mundo, porém em 2018 Jocelyn declarou falência.

6 – Allen Stanford

Mistérios do Mundo
@Wikipedia

Em 2008 a Forbes listou a empresa do estadunidense Allen Stanford como uma das mais promissoras do mundo, com um patrimônio 2,2 bilhões de dólares.

Mas algo que ninguém sabia, foi todo seu dinheiro foi conquistado ilegalmente: a empresa vendia certificados de depósitos falsos de banco, até que o crime foi descoberto em 2009ç

Além de ter falido, Stanford cumpre uma sentença de 110 anos de prisão.

5 – Bernie Madoff

Mistérios do Mundo
@Wikipedia

Bernie Madoff ficou conhecido como um dos homens mais bem sucedidos brilhantes de Wall Street, por sua empresa de investimentos.

Sua empresa oferecia promessas surpreendentes de retorno e até mesmo Steven Spielberg e Kevin Bacon eram clientes dele.

Em seu auge ele finalmente alcançou seus tão desejados bilhões – porém uma crise financeira em 2008 fez o cenário mudar e então ele revelou todo seu esquema.

Em 2009 ele foi condenado a 150 anos de prisão por fraude de valores imobiliários.

4 – Bjorgolfur Gudmundsson

Mistérios do Mundo
@Wikimedia Commons

Bjorgolfur Gudmundsson é um islandês que tem uma história curiosa: ele foi empacotador de móveis e tornou-se bilionário e filantropo. Foi o presidente e ex-proprietário do West Ham United e o segundo bilionário de toda a Islândia – sendo o primeiro seu próprio filho, Thor Björgólfsson.

Seu patrimônio estimado em março de 2008 era de US$ 1,1 bilhão, mas em dezembro do mesmo ano, a Forbes revalorizou seu patrimônio líquido para $ 0.

Isso aconteceu por conta do colapso do Banco da Islândia por conta de uma crise financeira, sendo que no ano seguinte Gudmundsson decretou sua falência com 500 milhões de libras devidas.

Em 2015, Gudmundsson foi acusado em um dos maiores casos de fraude na história da França, segundo a Iceland Magazine.

3 – Sean Quinn

https://www.facebook.com/irishtimes/photos/a.10150091152971158/10151150432596158/?type=1&opaqueCursor=Abptuv3T5lMZDIpHJbpIVrnqc39t9NBGA6lEepUd52cz_EPrIsVNkFjvInkf2CVN5QBCSfble74ENm-7T69Znx6YvazYuOQE8irwA7OVTEp9j2ENsRTo4IGSGbJ5MkcOjlM9ytEEAM6YSBv3MyuHV8Kp_whhK_ulLePfWR7O_0TeiL0nkAqEj6uMqNz92qC2Kgs-qCSKu3ys1kKyWXHRa77vxl-GIxOVnbHsd3oPHA8GMRS5m4IucfccKVddXdACJLwk7WG0jEmB-Ems1x9xPimWUUdDbXpqx1Dsv9HKJY3v0bL3CX0CyGEg4i6339ytRxK_-nTbivwLhOUEX0_Mlyql9eMi_PKGT8to1S7ekTx9x68YDcg7Tn8mP_80o8edLT1XxAG1NCpvJjRWEK5pjIC7wiaHjZqO4AKrEz4lgfktkOjskSeKl95rx8FLpKai8fWycZLd1_pULEzWc-by9BwQfUNDg1f5gAalsI1iQpz_1VIcqn-2LyhQUr9bCDBew_o-2hNGh0Di1e9JGtQsuSB3ghKtDUW8vg7kTE0jK6Yz5HgF8KNjtDpXU6Y1SU_tnZVT9OAiBCgyPIm8z0NWpRCFv9K4kYNDgFlkTVVLuJgf8UuEGikdLxJcZGcKmsiN7Zz4pZSKLf1fgn2acW4tYKFGgILJc7ThxnXa73l2xV5p31VdU2ivxmBvDdJHFMd8UGG1mX-16hz6-iiG7HmS5tQZ4glyIgk9eACb3Q0N6wVPY4Qe4R6DsyzBjgrzc_sNo6w&theater

Sean Quinn foi listado pela Forbes em 2008 como a 164ª pessoa mais rica do mundo, sendo seu patrimônio líquido cerca de 6 bilhões de dólares.

Apesar de ter uma das empresas bem sucedidas da Irlanda, em novembro de 2011 ele declarou abertamente sua própria falência. Primeiro no Reino Unido e, em seguida, na Irlanda.

A dívida de Quinn e sua família era de um total de 2 bilhões de dólares, segundo a Irish Banking Resolution Corporation (IBRC) e, em 2012, Quinn acabou sendo preso por três acusações judiciais.

2 – Vijay Mallya

Mistérios do Mundo
@Wikimedia Commons

Vijay Mallya é um indiano com talento, que conseguiu transformar sua então empresa de fabricação de cerveja em um grande grupo empresarial.

O grupo passou a produzir químicos e fertilizantes, de modo que o negócio alavancou a ponto de até mesmo a família abrir uma companhia aérea.

No entanto, Mallya tinha alguns gostos peculiares e fazia gastos milionários, que impactaram diretamente em suas empresas, cujos funcionários inclusive ficavam sem pagamento.

Além de salários atrasados, havia uma dívida de US$ 1 bilhão em empréstimos, sendo que a bola de neve só aumentava.

As autoridades tiveram de invadir suas casas e escritórios em busca de Mallya, que acabou fugindo, em 2015, da índia para a Grã-Bretanha.

De acordo com o Jornal Times of India, Mallya foi preso por duas vezes por envolvimento em escândalos como inadimplência e lavagem de dinheiro.

1 – Eike Batista

Mistérios do Mundo
@Wikimedia Commons

Talvez você tenha acompanhado notícias recentes sobre o célebre milionário brasileiro Eike Batista – com um patrimônio de US$ 35 bilhões, ele foi considerado o oitavo homem mais rico do mundo.

Todavia, o sucesso durou pouco: ele perdeu toda sua fortuna em apenas um ano. Em 2013, sua empresa petrolífera abriu concordata, ou seja, o direito falimentar mais suave que a falência. Recentemente, no ano de 2017, foi revelado seu envolvimento com um esquema de corrupção.

No ano passado, em 2018, Eike foi condenado à prisão por ter pago US$ 16,5 milhões em propinas e neste ano de 2019 recebeu uma multa de US$ 134 milhões pelo uso de informações privilegiadas, sem mencionar o banimento que sofreu de  permanecer longe de administração de empresas públicas por sete anos consecutivos.

Photo of author
Luciana é profissional da área de tradução há mais de 15 anos, atuando também como professora de Inglês. Trabalha no Mistérios do Mundo desde 2016 como redatora e roteirista e em horas vagas é pesquisadora curiosa em diversas áreas do conhecimento.

Deixe um comentário