Notícias e artigos sobre ciência, incluindo espaço, biologia, arqueologia, e muito mais.

7 armas estranhas e incrivelmente avançadas que a História esqueceu

Ao longo da história diversas civilizações criaram armas incrivelmente curiosas para defenderem-se em guerras. Por incrível que pareça elas se mostraram muito eficientes e inclusive contribuíram com o desenvolvimento de outras tecnologias que conhecemos.

Veja a seguir as 7 armas mais estranhas e incrivelmente avançadas esquecidas pela História:

7 – As bombas balão

Os japoneses desenvolveram uma bomba balão chamada Fu Go, que seria uma arma utilizada para atacar os Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial.

Foi em 1944 que cerca de nove mil balões foram enviados aos EUA, porém apenas mil conseguiram chegar ao destino, cruzando as linhas alta tensão que levava aos reatores nucleares. Tudo isso causou uma explosão de grande escala, deixando prejuízos diversos à nação.

6 – As temíveis minas submersas

Durante os séculos 14 e 15 os japoneses aprimoravam sua técnica em fazer minas submersas, de modo que então apareceu o chamado o “submarino dragão rei”. Essas minas explodiam a partir do contato com oxigênio e faziam um estrago imenso aos alvos de guerra. Após 300 anos de esquecimento as minas submersas voltaram com tudo, principalmente no Ocidente, no período da Guerra Revolucionária.

5 – Obsidianas afiadas

Sim, elas são os mesmos “vidro de dragão” da série Game of Thrones. Considerada a rocha mais forte do mundo, no antigo Egito e nas civilizações astecas e maias a obsidiana era usada para os procedimentos cirúrgicos, como também eram incrivelmente afiadas para serem utilizadas com finalidades bélicas.

Sua força era tão grande que com apenas um golpe era possível decapitar um ser humano ou animais de grande porte.

4 – Torpedos inteligentes

Mistérios do Mundo

Essa arma era amplamente usada para afundar navios, mas na década de 1270 surgiu uma arma terrível: um torpedo impulsionado através da água que somente explodia ao ficar preso no casco de um navio.

A ideia surgiu por Hasan al-Rammah em seu livro de navegação militar para guerra, quando muitos incidentes estavam ocorrendo com os torpedos antigos.

3 – Vestimenta à prova de fogo

Mistérios do Mundo

Inventada pelos muçulmanos durante os séculos 12 e 13, essas vestimentas tinham o intuito de retardarem o fogo, uma vez que as túnicas usadas por estes povos faziam o fogo se alastrar instantaneamente por seus corpos. Essa veste foi tão eficaz que os próprios guerreiros ateavam fogo a si mesmos a fim de atacarem seus inimigos durante os embates.

No século 19 essa mesma tecnologia foi usada para desenvolver a roupa dos bombeiros.

2 – O corvo voador com mágica de fogo

Mistérios do Mundo

No século 14 este míssil chinês recebeu este nome estranho, já que era usado para explodir navios e cidades inimigas.

Com o alcance de mais de 300 metros, as explosões podiam ser vistas em longas distâncias e teve este design inventado exatamente para que os inimigos não pudesse identificá-los.

1 – O fogo grego

Durante o império bizantino, a marinha inventou esta arma secreta para combater os árabes, explodindo seus navios.

Não se sabe ao certo como o fogo grego funcionava mas os historiadores afirmam que essa arma era capaz de fazer grandes estragos.  Relatos de 678 e 717 apontam confrontos com os árabes que tentaram invadir a cidade de Constantinopla e foram impedidos por este artefato.

Na batalha naval contra os Pisanos em 1099 se encontra o último registro de uso do fogo grego, o que nos deixa extremamente curiosos para saber como era seu funcionamento.[Cracked]

Comentários
Carregando...