6 arranha-céus mais altos que estão em construção

Versão em vídeo:

Versão em texto:

O nome “Arranha-céu” parece de fato assustador para quem sofre de acrofobia – o medo intenso de altura, que impacta significantemente a qualidade de vida de uma pessoa. Afinal, estar em um ponto tão alto em relação ao solo é uma ideia capaz de assustar muita gente.

Mas… por falar em qualidade de vida, caímos em um paradoxo: os arranha-céus foram pensados exatamente como edifícios habitáveis, com vários andares que podem variar entre residências e escritórios, como um meio de “verticalizar” as atividades nas cidades e melhorar a qualidade de vida das pessoas. Afinal, sem os prédios as cidades não abrigariam tanta gente assim, não é mesmo? Esse tipo de construção é muito comum em áreas nobres ou de intensa atividade econômica, como nos centros de grandes cidades, onde os terrenos possuem um custo muito elevado e a otimização vertical do espaço não se torna mais uma opção, mas sim uma necessidade.

Historicamente, quando surgiu o termo “arranha-céu”, edifícios com 10 a 20 andares construídos na década de 1880 ganharam essa classificação. Porém, com o tempo – e com prédios cada vez mais altos – a definição de “arranha-céu” também foi modificada: hoje são considerados como arranha-céus os edifícios habitáveis que tenham a partir de 40 andares, ou melhor dizendo, 150 metros de altura.

O primeiro arranha-céu com sua estrutura composta inteiramente por aço foi o Home Insurance Building, um edifício construído em Chicago em 1885, Estados Unidos, originalmente com 10 andares e com uma altura de 42 metros. Hoje, o maior arranha céu do mundo é o Burj Khalifa, em Dubai, com seus assombrosos 828 metros de altura e 160 andares!

A construção do Burj Khalifa começou em 21 de setembro de 2004 e o edifício foi inaugurado no dia 4 de janeiro de 2010. Desde então, mais de dez anos se passaram e você deve estar se perguntando: “não há nenhum projeto que procure ultrapassar o Burj Khalifa em desenvolvimento…aliás… será que é possível ultrapassar o Burj Khalifa em altura?”

A resposta é: sim, é possível! E hoje você vai conhecer 6 arranha-céus mais altos que estão em construção sendo que um deles promete ser um verdadeiro milagre da engenharia moderna. Veja só:

6 – Australia 108, Austrália – Oceania

Wikipedia

Em Melbourne, na Austrália, há uma super torre chamada Australia 108, um edifício que foi projetado originalmente para ter 388 metros de altura. No entanto, para atender aos requisitos da aviação local, o edifício foi reduzido para 317 metros de altura e está passando por alguns ajustes até ser concluído, talvez ainda em 2020 se tudo ocorrer bem.

O Australia 108 possui incríveis 100 andares e foi designado para ser um empreendimento residencial. Até agora 1100 apartamentos foram entregues e muitos outros estão por vir: o edifício também conterá lojas e supermercados para facilitar a vida dos moradores.

Esse empreendimento foi construído na área historicamente pantanosa de Southbank da cidade, e os moradores dos andares mais inferiores já estão morando no local desde 2018 e adorando a experiência.

5 – Pinnacle Towers, Quênia – África

Felizmente, o continente africano registra crescimento econômico acima da média, além de altas taxas de urbanização. Com isso, a África ganhou seu primeiro arranha-céu: o complexo Pinnacle Towers, com previsão de término em 2020.

Este edifício está localizado na cidade de Nairóbi, no Quênia, e seus futuros 320 metros de altura ultrapassarão o Carlton Center com seus 222 metros em Joanesburgo, na África do Sul, tornando-se o edifício mais alto de todo o continente.

Pinnacle Towers oferecerá duas torres com uma estrutura de 67 andares para fornecer espaço para escritórios, apartamentos residenciais de luxo e comodidades, incluindo um heliporto para residentes e visitantes comerciais. Incrível, não é mesmo?

4 – Akhmat Tower, República da Chechênia, Rússia – Europa

Na República da Chechênia, na Rússia, está surgindo um arranha-céu de impressionar qualquer um: com seus futuros 435 metros, a Torre Akhmat tornou-se oficialmente o edifício mais alto em construção na Europa, de acordo com o Council on Tall Buildings and Urban Habitat (CTBUH).

O projeto ainda está em andamento e, apesar de contar com o forte apoio do governo checheno, apenas as bases da torre estão construídas.

Existem muitos desafios para erguer a Torre Akhmat, desde questões sobre a divulgação de seus investidores como também a necessidade de mais investidores, já que uma construção de dessa escala em uma cidade de apenas 270.000 habitantes será de US $ 500 milhões a mais de US $ 1 bilhão de dólares.

O empreendimento contará com 100 andares e incorporará escritórios, apartamentos, um hotel 5 estrelas, estacionamento, museu e espaços públicos.

A data máxima prevista para o lançamento do arranha-céu é 2024 e certamente será uma atração turística!

3 – Yatch House Residence Club, Santa Catarina, Brasil – América do Sul

Wikipedia

A encantadora cidade de Balneário Camboriú, localizada no litoral norte de Santa Catarina, no Brasil, abriga as torres gêmeas brasileiras: o Yatch House Residence Club é a construção mais alta do Brasil e a segunda construção mais alta da América do Sul, perdendo apenas para a Gran Torre Santiago no Chile.

Com 271 metros, as torres contam 81 andares designados para uso residencial. A obra custou R$ 200 milhões e cada apartamento pode ter até 450 metros quadrados, valendo uma média de 4 milhões de reais.

2 –  Torre do Parque Central, Estados Unidos – América do Norte

Wikipedia

Você se lembra do terrível atentado terrorista de 11 de Setembro de 2001, nos Estados Unidos? Após o colapso das Torres Gêmeas, um novo edifício começou a ser construído, em 2003: O One World Trade Center 1 um arranha-céu no local onde anteriormente ficavam as torres gêmeas que foi entregue em 2014.  Seus 541 metros de altura fazem do One Trade Center o maior edifício dos Estados Unidos, porém um “irmão mais novo” está surgindo: a Torre do Parque Central, ou Central Park Tower,

Com seus 472 metros de altura, esse será o segundo edifício mais alto dos Estados Unidos e o primeiro edifício residencial mais alto do mundo!

Sua entrega estava prevista para 2020, porém por conta da pandemia do Coronavírus, as obras foram interrompidas no momento.

1 – E, para encerrar com chave de ouro: A Jeddah Tower

Wikipedia

No topo da lista, literalmente, está a Jeddah Tower, ou “Torre de Gidá”, um projeto que pretende ser não apenas o maior arranha-céu na Ásia, mas no mundo inteiro.

Essa torre está em construção em pleno deserto em Gidá desde 2013, a segunda maior cidade da Arábia Saudita. Com custo total estimado em US$ 1,23 bilhões de dólares – o que dá aproximadamente seis bilhões e meio de reais – promete ser o arranha-céu mais alto do mundo, com 1 km e oito metros de altura.

Seu projeto estava previsto para ser entregue no ano de 2022 e ela foi idealizada pelo mesmo arquiteto que fez o design do Burj Khalifa. Muitas são as semelhanças entre ambos os arranha-céus: a Jeddah Tower apresenta uma base de três pontos, o perfil cônico e uma torre impressionante que, literalmente, pode ultrapassar os “céus” chegando acima das nuvens.

Uma parte deste edifício será usado para a elaboração de um condomínio residencial e a outra para escritórios comerciais e hotéis. Levando em consideração o número de turistas que virão conhecer o empreendimento, algo já foi pensado a respeito: a Torre de Jeddah deverá ganhar um observatório com um mirante a quase 700 metros de altura!

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.