Notícias e artigos sobre ciência, incluindo espaço, biologia, arqueologia, e muito mais.

6 alimentos que você não sabia que foram geneticamente modificados

Tanto quanto as mercearias gostam de rotular as coisas como “naturais” ou “orgânicas”, a verdade é que até mesmo os produtos mais sofisticados foram manipulados e se tornaram irreconhecíveis pelas gerações de agricultores e cientistas que as modificaram seletivamente.

Na verdade, você provavelmente nem sequer reconheceria sua fruta ou vegetal favorito se você visse como eram a mil anos atrás. Não acredita? Basta dar uma olhada nestes seis exemplos e descobrir se você pode reconhecê-los.

É assim que os pêssegos parecem hoje em dia. Nada muito chocante, certo? Acredite ou não, os pêssegos são 64% maiores e mais doces do que costumavam ser.

A milhares de anos atrás, eles pareciam muito às cerejas de hoje em dia!

Graças às práticas agrícolas humanas e ao cultivo seletivo, muitas das nossas culturas de base modernas estão completamente irreconhecíveis. Tome o milho como exemplo: 6,6% do milho de hoje em dia está composto por uma solução de açúcar, e seus grãos são úmidos.

A muito tempo atrás, as pessoas não o reconheceriam! O milho não domesticado era muito menor. Ele tinha apenas 1,6% de açúcar e tinha uma textura seca como a batata. Não era muito gostoso, hein?

.

Cenouras são ótimas para a visão e são facilmente identificadas por sua tonalidade alaranjada e brilhante.

Claro, este não era sempre o caso. A cor brilhante da raiz é um desenvolvimento moderno. Cenouras antigas eram bastante finas e brancas ou roxas.

Pensando em cozinhar algumas berinjelas?

Elas tinham uma grande variedade de cores e formas, e tinham um cabinho proeminente que as conectava aos ramos.

Hummm, todo mundo ama banana!

A banana moderna tem sementes menores e estão cheias de nutrientes. Mas as bananas não domesticadas, que se originaram em Papua, na Nova Guiné, há 10 mil anos, eram difíceis de descascar e tinham centenas de sementes bem rígidas.

Hoje você pode comprar uma melancia sem aquelas sementes pretas irritantes.

Mas esta pintura do século XVII de Giovanni Stanchi nos mostra como as melancias evoluíram de uma fruta seccional para a que conhecemos hoje. Olhe para toda aquela casca!

É loucura como apenas alguns anos (e a forma de cultivo) podem fazer com que a comida que conhecemos hoje seja totalmente diferente! Nós queremos saber como essas frutas e legumes serão daqui cem anos.

Se você achou essa matéria interessante, compartilhe com seus amigos!

Comentários
Carregando...