5 segredos terrivelmente assustadores sobre a União Soviética

Foi em 1917 que a Rússia precisou se retirar da Primeira Guerra Mundial por conta da revolução que se instaurou no país. Em busca da derrubada do reinado dos Czares iniciou-se a Revolução Russa, que mais tarde daria origem a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas.

Logo Lênin, idealista de uma sociedade igualitária, assumiu o cargo de chefe de estado da URSS e lutou para acabar com a miséria que se alastrava pelo país. Após a sua morte em 1924, Trotsky e Stalin disputavam o poder, quando exilado da União Soviética pelo próprio Stálin, através de um golpe de estado, foi assassinado misteriosamente. Mesmo assim, milhares de mudanças começaram a acontecer na Rússia e, mesmo que muitas pessoas admirem a história deste país, um fato amplamente conhecido é de que Stálin instaurou um regime severo, marcado por violações constantes e extremas dos direitos humanos, além dos massacres, expurgos e execuções extra-judiciais de milhares de cidadãos. Veja a seguir 5 segredos assombrosos sobre a URSS que farão você ver a história com outros olhos:

5 – Cidades ocultas que não apareciam no mapa e tecnologia secreta

Ozyorsk é um exemplo de cidade que não aparecia no mapa, além de outras 42 que foram encontradas. Essas cidades eram usadas como locais para testes de armamentos inclusive durante a Guerra Fria, em que a Rússia muito investiu em tecnologia de ponta para superar os EUA na corrida armamentista.

4 – Na URSS aconteceu um dos maiores casos de fome já documentados na História

Após subir ao poder, Stálin muito investiu na indústria bélica e em tecnologias, além da educação que visava apoiar o seu governo.  Entretanto, o ditador pouco investiu na estrutura básica do país, que muitos de seus habitantes chegaram a um nível extremo. O ditador então ordenou o assassinato de milhares de famílias a fim de reduzir o número de famintos viventes.

Use o menu abaixo para continuar lendo o artigo.

Veja também: Mais do autor

Comentários

Carregando...