36 ilusões de ótica que vão bugar a sua mente

Versão em vídeo:

Versão em texto:

Muitas pessoas falam que “uma imagem vale mais do que mil palavras” ou, ainda, que é preciso “ver para crer”. Mas será mesmo que podemos acreditar em todas as imagens que vemos por aí?

A resposta é: não! Tanto pelo fato de os editores de imagens estarem cada vez mais aprimorados, deixando algumas fotos muito parecidas com a realidade – produzindo por fim as famosas “Fake News” que tanto conhecemos – como também por muitas dessas imagens serem capazes de, literalmente, “bugar” nossos cérebros, produzindo o efeito que conhecemos como “ilusão de ótica”.

Para criar uma ilusão de ótica, o processo é bastante simples: basta combinar algumas cores, ângulos, movimentos, luzes ou padrões particulares que o seu cérebro pode ser facilmente enganado.

E hoje mostraremos para você 36 ilusões de ótica que vão bugar a sua mente, com as possíveis explicações para elas ocorrerem. Veja só e não deixe de dizer pra gente nos comentários o efeito que elas produziram em você:

36 – Vamos começar pela famosa foto da bailarina. Você sabe nos dizer para qual lado ela está girando? Direito ou esquerdo?

@Wikipedia

Resposta: para os dois lados. Depende apenas da perspectiva de quem está a observando.

Foto: Reprodução

35 – Qual das torres está mais inclinada para a direita?

Foto: Reprodução

Resposta:  Apesar da torre da direita parecer mais inclinada, elas são na verdade, a mesma torre e a foto é a mesma. Isso acontece por conta  das regras de perspectiva. Se você mudar as duas fotografias de lugar, terá o mesmo efeito. Abra um editor de imagem e tente agora mesmo!

34 – Os pontinhos coloridos parecem mudar de cor à medida que giram em torno do centro. Mas, concentre-se melhor para ver que não é esse bem o caso!

Foto: Reprodução

33  – E essa praça em 3D em Paris?

Foto: Reprodução

Resposta:  Quem fez essa arte era realmente um gênio, não é mesmo? É apenas uma ilusão de arte 3D.

Foto: Reprodução

32 – Apenas moças bonitas, certo?

Foto: Reprodução

Olhe novamente:

Foto: Reprodução

Por que você não conseguiu ver os rostos assustadores antes? Bem, você pode culpar a função do seu cérebro dedicada a enfrentar o reconhecimento e a percepção. Quase nunca encontramos rostos de cabeça para baixo e isso se torna bem difícil identificar diferenças ou detalhes do rosto.

31 – As linhas horizontais são retas ou tortas?

Foto: Reprodução

Resposta:  Retas, apesar dos ladrilhos fazerem-nos perceber o contrário.

30 – Você sabe nos dizer qual desses dois círculos é maior?

Foto: Reprodução

Resposta:  Os dois círculos são do mesmo tamanho. As esferas em volta produzem uma espécie de “ilusão de contraste”,  mais conhecida como “ilusão de Ebbinghaus”, que coloca a nossa percepção em jogo.

Foto: Reprodução

29 – Parece uma máscara em formato de rosto, certo? Olhe mais de perto:

Foto: Reprodução

Resposta:  São duas pessoas se beijando em desfoque.

28 – Foque no sinal no centro e observe uma esfera de outra cor aparecer:

Foto: Reprodução

Você chegou a ver a bolinha verde passando sobre as rosas? Bem, isso acontece porque a imagem acabou “bugando” a sua retina e isso a faz refletir a cor oposta, que é o verde. Apenas a imagem queimada, ou seja, a imagem negativa, está sendo revelada em sua mente!

27 – Olhe fixamente para o ponto no nariz da mulher, por pelo menos dez segundos. Olhe para uma superfície totalmente branca em seguida e veja a magia acontecer:

Foto: Reprodução

Você viu as cores da foto da mulher, não é mesmo? Isso acontece pelo mesmo motivo do desafio anterior: o que você está vendo é, agora, a versão negativa da imagem, o que faz a sua retina revelar a foto original.

26 – Você consegue nos dizer qual carro é maior? 

Foto: Reprodução

Resposta:  Os três carros são do mesmo tamanho. Essa é a chamada “ilusão de Ponzo”,  criada por nosso cérebro para julgar o tamanho de um objeto com base em sua distância percebida. O cérebro coloca o carro em contexto com o ambiente. Uma vez que o terceiro carro está mais longe (em perspectiva), acaba parecendo maior.

Foto: Reprodução

25 – Como você explicaria isso aqui?

Foto: Reprodução

Essa é a famosa Sala de Ames, um ambiente construído para enganar a nossa percepção.  É uma sala paralela, mas de frente parece ser uma sala cúbica normal, como qualquer construção.

24 – Aproxime e afaste seu rosto várias vezes, sempre olhando para o círculo amarelo:

Notou os círculos externos se moverem?

Foto: Reprodução

Essa é a ilusão de Pinna-Belstaff, capaz de criar um movimento de rotação por um “bug” em nossa visão periférica.

23 – Os dois quadrados são da mesma cor. Não acredita? Então coloque o dedo sobre essa seta e veja por si mesmo:

Foto: Reprodução

Isso é a chamada ilusão de Cornsweet, que se aproveita da inibição lateral do cérebro para criar mais contraste entre os dois quadrados no caso das bordas terem cores diferentes.

22 – Olhe para o centro dessa imagem e depois olhe para a imagem abaixo:

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Essa é mais uma ilusão de Pinna-Belstaff, que funciona igual à do circulo que parece estar girando.

21 – Qual quadrado é mais claro? O A ou o B?

Foto: Reprodução

Resposta:  Os dois quadrados são da mesma cor.  Nem dá para perceber as mudanças de nuances do tabuleiro por causa da sombra, não é mesmo?

Foto: Reprodução

20 – Uma ilusão assustadora: dinossauros que estão sempre te observando!

Foto: Reprodução

Essa é a conhecida “ilusão de Hollow-Face”, uma ilusão de ótica na qual a percepção de uma máscara côncava faz com que se pareça um rosto convexo normal. O resultado é assustador, inclusive, muitos parques usam dessa ilusão para criarem suas próprias “casas mal assombradas”.

19 – Se afaste dessa imagem e veja um rosto muito familiar:

Foto: Reprodução

Você conseguiu ver o Michael Jackson aqui? As pequenas alterações nos padrões dos círculos foram pensadas para criar esse efeito que, todavia, apenas é possível de ver de longe.

18 – Parece que um está mais rápido que o outro, não é mesmo? 

Mas não estão! As barras pretas distorcem a percepção de velocidade.

Foto: Reprodução

17 – Foque no ponto no centro da imagem e espere ela ficar preto e branco. Consegue identificar as cores da foto?

Foto: Reprodução

Essa é mais uma ilusão que ocorre quando  o negativo da imagem é “queimado” em suas retinas.

16 – Tente olhar todos os pontos brancos aqui. Percebe que existem alguns pontos pretos aqui? Agora, tente olhar pra eles…

Essa é sua visão periférica pregando peças em sua percepção!

Foto: Reprodução

15 –O professor de psicologia Akiyoshi Kitaoka frequentemente cria imagens de formas geométricas que, quando bem combinadas, mexem com a nossa visão periférica e parecem estar se movendo:

Foto: Reprodução

14 – Mais uma ilusão psicodélica usando o mesmo princípio:

Foto: Reprodução

13 – Tente olhar pelos cantos e essa imagem parecerá uma sala girando!

Foto: Reprodução

12 – Mexa sua cabeça para frente e para trás e veja a intensidade da “luz” aumentar:

Foto: Reprodução

Esse efeito, ou ilusão, é conhecido como efeitodinâmico de gradiente de luminância e foi observado por Alan Stubbs, da Universidade do Maine, inclusive já usado por muitos artistas em suas obras. Incrível, não?

11 – O trem está indo ou vindo?

Foto: Reprodução

Resposta: Ambos! Essa ilusão é parecida com a ilusão da bailarina. Feche seus olhos e abra de novo e você irá ver o trem de outra perspectiva.

Foto: Reprodução

10 – Qual você percebeu primeiro? O rosto de lado ou o de frente?

Foto: Reprodução

9 – E esses círculos? Em que ponto eles se tocam? Eles são espirais?

Foto: Reprodução

Resposta: Não. São círculos completos. A posição dos quadrados de fato bagunçam a nossa visão.

Foto: Reprodução

8 – Com as duas mãos, cubra ambos os lados do corredor. Observe a velocidade. Agora, com uma mão, cubra apenas o meio do corredor. Você percebeu o efeito “acelerado” com que o corredor passa?

Foto: Reprodução

7 – Muito bonito esse cubo mágico, não é?

Ops!

Foto: Reprodução

6 – Até o gato caiu no truque das barras:

Foto: Reprodução

5 – Foque no ponto verde piscando por alguns segundos e observe o que acontece com os pontos amarelos:

Foto: Reprodução

Resposta: Os pontos amarelos parecem desaparecer quando, na verdade, não desaparecem. Eles apenas perdem o destaque em nossa visão periférica. Apenas isso!

4 – Qual das laranjas é a verdadeira?

Foto: Reprodução

3 – Essa sala foi projetada para as pessoas terem a sensação de estarem flutuando no ar:

Foto: Reprodução

2 – Uma ilusão de ótica genial para quem quer burlar as regras e andar na contra-mão:

Foto: Reprodução

1 – E, para encerrar com chave de ouro…  uma ilusão de ótica natural: o Flathead Lake, que possui 113 metros de profundidade. É bom não se deixar levar pelas aparências nesse caso e não ter faltado às aulas de natação, não é mesmo?

Foto: Reprodução
você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.