Pular para o conteúdo

20 pessoas que estragaram tudo de forma épica e se lembrarão disso para sempre

Sabemos que errar é humano e, muitas vezes, cometemos erros que muitas vezes podem parecer bobos. Mas, não há motivos para se preocupar, não é mesmo? Afinal, é errando que se aprende.

Todavia, algumas pessoas decidiram ter aprendizados bem inusitados e esses aprendizados aparentemente renderam boas risadas na internet. Seja através de escolhas drásticas como uma tatuagem previamente planejada ou mesmo de escolhas feitas por preguiça, como bater manteiga de amendoim dentro do próprio pote ou colocar uma pizza para assar em uma tábua plástica, existem casos em que realmente pensamos que tudo pode ser ainda pior.

Se você um dia se sentiu mal por algum erro, verá a seguir que sempre existe alguém errando o dobro que você. Confira:

20 – Assar marshmallows com ferro quente não parece ser uma boa ideia:

19 – Essa pessoa certamente está procurando as chaves do carro:

18 – Deve ser melhor contratar um diretor de arte, não é mesmo?

17 – Quando você coça a perna com a caneta… e esquece que ela estava sem a tampa:

16 – Quando o sono impera:

15 – Esse cara ficou preso no telhado, praticamente, para sempre:

14 – Quando você não tem controle sobre o que faz ou a que horas dorme, as consequências sempre virão:

13 – Um gênio jogou carvão em brasa no lixo:

12 – Eles se dedicaram à receita a manhã inteira:

11 – É bom verificar a escrita antes de tatuar, não é mesmo?

10 – Masterchef da desgraça:

9 – Mais um masterchef da desgraça:

8 – Aparentemente bater manteiga de amendoim no próprio pote do produto não é uma boa ideia:

7 – Depois dessa o Diego jamais esquecerá um evento na vida:

6 – Uma pizza que foi assada em uma tábua plástica:

5 – Opssss:

4 – Ele foi correndo proteger a TV nova durante o furacão, sendo que tem uma esposa grávida em casa. Se deu mal:

3 – Uma mulher derrubou chá em seu laptop e o teclado parou de funcionar. Falaram para ela deixar o produto no arroz e foi isso o que ela fez:

2 – Abrindo a embalagem com classe (só que não):

1 – Quando a pessoa só tem um trabalho: