20 descobertas bizarras e chocantes feitas pela arqueologia

De tempos em tempos os arqueólogos desenterram tesouros, fósseis e outros artefatos misteriosos e bizarros ao redor da Terra. Sem sombra de dúvidas a arqueologia é extremamente curiosa, e acompanhar as descobertas é sempre bastante empolgante. Nessa lista você confere 20 descobertas chocantes feitas ao redor do mundo.

20. Vampiro de Veneza

Via nationalgeographic.com

Arqueólogos estavam desenterrando um grupo de vítimas da Peste Negra, quando encontraram uma caveira com uma pedra entre os dentes. De acordo com escrituras da época, esta era uma técnica utilizada em casos onde se acreditava que a pessoa em questão era um vampiro. Além disso, estima-se que a dona da ossada tenha sido uma mulher, que além de vampira foi provavelmente considerada uma bruxa, já que viveu até cerca de 61-71 anos de idade. Naquela época, quem conseguia alcançar esse tempo de vida era considerado um feiticeiro(a), por estar “desafiando a morte”.

19. Múmias gritantes

Via YouTube.com

Uma série de múmias com semblantes de grito já foram encontradas ao redor do mundo. Primeiramente, os arqueólogos acreditavam que isso era explicado pela forma como as pessoas haviam morrido. Entretanto, recentemente a maioria dos especialistas concordou que isso acontece quando a cabeça de um cadáver cai para trás após a morte, fazendo com que a boca se abra.

18. Vikings decapitados

Via ancient-origins.net

Em 2009, arqueólogos descobriram 51 crânios, junto com uma pilha de corpos decapitados, em Weymouth, no Reino Unido. Estima-se que os ossos datem de 910 d.C. Acredita-se que a ossada tenha pertencido a um grupo de vikings da Escandinávia.

17. Canibais Neandertais

Via archaeology.org

Há alguns anos foram descobertos 12 ossos de Neandertais em uma caverna da Espanha. Os ossos haviam sido cortados e quebrados, o que indica que provavelmente nossos ancestrais haviam os processado como comida. Os ossos provavelmente pertenceram a uma família com três mulheres e três homens adultos, três adolescentes, dois filhos e uma criança. Esta foi a descoberta mais significativa envolvendo canibalismo entre neandertais.

16. Centenas de cadáveres de bebês

Via weburbanist.com

Cerca de 100 esqueletos de crianças foram desenterrados em um antigo esgoto romano em Ashkelon. Os bebês tinham cerca de três dias de idade, e estudos mostram que não tinham sinais de doenças ou problemas físicos. Muitos estudiosos argumentam que os bebês devem ter sido mortos por serem fêmeas, já que o infanticídio feminino era comum na época. Entretanto, tempos depois ficou constatado que alguns esqueletos haviam pertencido a meninos – o que deixou o mistério sem solução mais uma vez.

15. O primeiro leproso

Via sciencedaily.com

O registro mais antigo de lepra encontrado pela arqueologia data de 4000 anos atrás, e foi descoberto na Índia em 2009. A lepra é uma doença complicada de ser estudada, e os cientistas ainda não sabem exatamente como a bactéria causadora da enfermidade evoluiu ao longo dos tempos. Essa descoberta, entretanto, indica que ela pode ter se originado na África e Ásia durante o período de urbanização, quando novas rotas comerciais começaram a se concretizar.

14. Cadáveres preservados no pântano

Via Pinterest.com

Talvez os cadáveres que são encontrados em pântanos sejam uma das principais fontes de resquícios dos nossos antepassados. O cadáver mais antigo já encontrado nessas condições data de 8000 a.C. De acordo com os cientistas, a maioria dos cadáveres que são encontrados em pântanos não foram enterrados lá, e sim despejados depois de serem assassinados.

13. Copos feitos com crânios

Via wikimedia.org

Essa talvez seja uma das descobertas mais chocantes da arqueologia. Três crânios humanos foram desenterrados na caverna de Gough, em Somerset, Inglaterra, totalmente trabalhadas e transformadas em vasilhas e copos. Isso sugere que talvez alguém utilizasse os crânios para beber. Outros ossos encontrados no mesmo local indicam canibalismo – o que revela a existência da prática em sociedades antigas da Europa.

12. ‘Vampiros’ com estacas no peito

Via Pinterest.com

Uma cena comum em filmes de terror: para derrotar um vampiro, o benfeitor precisa cravar uma estaca no peito do monstro. Isso pode não ser apenas ficção. Durante uma escavação próxima de Sozopol, arqueólogos da Bulgária desenterraram dois cadáveres com estacas cravadas no peito. Os possíveis vampiros tinham 800 anos de idade, e apresentavam estacas de ferro cravadas na região do peito.

11. Guerra química de Roma

Via weburbanist.com

Hoje em dia muitas pessoas temem uma guerra química e nuclear, e os prejuízos que ela poderia causar para a humanidade. Entretanto, armas químicas já são usadas há muito mais tempo do que você provavelmente imagina. De acordo com um registro arqueológico, 19 soldados romanos foram encontrados em um túnel subterrâneo, mortos há cerca de 2000 anos, possivelmente vítimas de uma batalha envolvendo armas químicas. De acordo com estudos, os soldados foram envenenados pelos persas, através de uma nuvem de fumaça tóxica que praticamente derreteu seus pulmões, levando à morte.

10. Crânios alongados

Via Pinterest.com

Crânios alongados de forma bizarra foram encontrados por arqueólogos no Peru e no México. Cientistas teorizam que os crânios ficam dessa forma por conta de um ritual realizado na antiguidade, em que a cabeça das crianças era achatada desde o nascimento por duas placas de madeira. Isso era feito para demonstrar afiliação a determinado grupo ou status social.

9. Ferramentas feitas de ossos humanos

Via weburbanist.com

Arqueólogos desenterraram crânios e outros ossos que possivelmente eram utilizados pelos parentes das pessoas mortas como ferramentas. Essa era uma prática comum na civilização pré-Azteca, no México. Cerca de 5000 ossos encontrados em Teotihuacan foram analisados em pesquisas, e foi descoberto que eles eram transformados em itens domésticos após a morte das vítimas.

8. Crânios encontrados no fundo de um lago

Via Pinterest.com

Outra descoberta fascinante realizada em Teotihuacan, no México, foi feita em um campo onde antes havia um lago. Cerca de 150 crânios foram encontrados no local, representando a maior descoberta já realizada envolvendo sacrifícios humanos. O evento ocorreu há 1100 anos, mas nenhuma imagem da descoberta bizarra foi liberada para o público, em respeito à culturas indígenas que podem ser relacionadas às vítimas.

7. Círculo de esqueletos infantis

Via ancient-origins.net

Várias foram encontradas, no Peru, circundadas por esqueletos de bebês, colocados ordenadamente em posição fetal. Acredita-se que as múmias sejam de peregrinos que buscavam cura para doenças em Pachacamac, mas os arqueólogos não sabem explicar porque as crianças eram sacrificadas. Sabe-se, no entanto, que o povo Ychsma, que viveu no Peru, acreditava ter poderes de cura.

6. Cérebro em bom estado de preservação

Via thrillist.com

Os restos mortais de um homem que foi decepado há mais de 2500 anos foram encontrados há alguns anos no Reino Unido, em meio a uma turfa. Por ter permanecido muito tempo imerso no líquido, o corpo foi muito bem preservado, e foi possível encontrar o cérebro do rapaz, em estado consideravelmente bom. Trata-se do cérebro em bom estado de preservação mais velho que já fora encontrado na Europa e na Ásia.

5. Manuscrito Voynich

Via theparisreview.org

Esse manuscrito é conhecido por ser o mais misterioso já encontrado na arqueologia. O documento foi descoberto em 1912, no norte da Itália, e é totalmente escrito em uma língua desconhecida, que até hoje ninguém soube decifrar. O autor do manuscrito também é desconhecido, e muitas páginas foram perdidas desde então. A obra contém diversas ilustrações de plantas que nunca foram reconhecidas por biólogos e estudiosos da área. Acredita-se que o manuscrito tenha sido feito no século 15, mas a história por trás dele é totalmente desconhecida.

4. Garra preservada de pássaro extinto

Via theepochtimes.com

Em 1986, um grupo de arqueólogos descobriu uma garra pertencente a um pássaro enquanto eles estavam realizando escavações em uma caverna na Nova Zelândia. Uma coisa fascinante sobre este achado é que a carne e as garras do pássaro ainda estavam intactas. Mais tarde foi confirmado que a garra era de um pássaro extinto chamado Moa, que desapareceu da face da Terra há mais de 2000 anos. Estes pássaros foram caçados até a extinção pelos seres humanos da antiguidade.

3. Sacsayuman

Via megandryan.wordpress.com

Trata-se de um antigo complexo de muros localizado em Machu Picchu, no Peru. A construção dessa estrutura, estima-se, começou em 1440, às ordens do imperador Pachacuti. Um fato fascinante sobre o complexo é que ele levou mais de 100 anos para ser completo. A parede contém vários tipos diferentes de rochas. Ele tem 600 metros de comprimento, e é feito em uma espécie de ziguezague. Essa muralha foi construída para proteger a famosa torre conhecida como muyu marca.

2. Linhas de Nazca

Via ancientsummit.com

Esses desenhos são uma formação incomum de linhas brancas que são visíveis a partir do espaço. Caso queira vê-las de perto, sobrevoe o deserto ao sul do Peru, e surpreenda-se. O local é considerado patrimônio mundial da UNESCO. A antiga e misteriosa formação tem uma mistura de triângulos, retângulos, trapézios e redemoinhos. Se você fizer uma observação próxima, você notará 70 animais, 300 formas geométricas e várias estruturas de plantas. O objetivo dessas linhas ainda é desconhecido, e elas foram criadas por antigos índios de Nazca entre 500 aC e 700 dC.

1. Exército de Terracotta

Via wikimedia.org

Em 1094, um grupo de arqueólogos de Xian fez uma escavação que resultou na descoberta da maior arte funerária de todos os tempos. Eles descobriram milhares de soldados de argila que foram enterrados perto de um túmulo do imperador Qin Shi Huang – o primeiro imperador da China. Acredita-se que os soldados de argila foram enterrados com ele para protegê-lo de forças malignas após sua morte. Este complexo tem mais de 2200 anos. Diferentes armas também foram descobertas junto com as esculturas, perfeitamente dispostas entre os soldados. Muitas partes do complexo e túmulo permanecem inexploradas.

via The Clever

Comentários
Carregando...