17 fotos arrepiantes tiradas logo antes de grandes tragédias

As fotos são incríveis pois eternizam momentos especiais, para que possamos revivê-los e relembrá-los no futuro. Mas muitas vezes as fotos também se tornam interessantes quando são feitas poucos momentos antes de eventos históricos, como ocorreu com as imagens que você vai conferir nessa lista.

Veja:

1. Fotografia tirada logo antes do assassinato do Arquiduque Ferdinando e sua esposa Sofia, no evento que ficou marcado como o ponto de início da Primeira Guerra Mundial.

Reprodução

2. Sem querer, essa família registrou os últimos momentos da vida de Ayano Tokumasu, a garota de blusa vermelha no lado esquerdo da foto, que se suicidou jogando-se da ponte nas Cataratas do Niágara.

Ayano Tokumasu

3. Esta imagem foi registrada no interior do voo 123 da Japan Airlines, que pouco depois acabou caindo, ocasionando a morte de 520 passageiros. Apenas quatro pessoas saíram vivas dessa tragédia.

4. Essa foto foi tirada por um aventureiro minutos antes de ele ser morto por um urso, na localidade de West Milford, em Nova Jérsei.

Reprodução

5. Essa fotografia famosa, que rodou o mundo inteiro, foi tirada em Omagh, na Irlanda do Norte. O carro vermelho visto nessa imagem estava carregado com uma grande quantidade de explosivos, que causaram a morte de 29 pessoas poucos minutos depois dessa imagem ser registrada. O fotógrafo, infelizmente, não sobreviveu. O homem e a criança fazem parte das mais de 200 pessoas que se feriram mas sobreviveram ao triste incidente.

6. Esta foi a última foto do gorila Harambe, que foi assassinado em 2016 nos Estados Unidos depois que um bebê caiu no seu espaço em um zoológico.

Reprodução

7. Últimos momentos do Transasia 235, que se chocou contra uma ponte em Taiwan, matando 43 dos 58 passageiros.

CNN

8. Esse é Nicholas Mevoli, logo depois de bater um recorde de mergulho livre, modalidade em que o mergulhador deve permanecer o máximo possível de tempo submerso, sem nenhum tipo de equipamento de proteção. Logo depois de voltar à superfície, Mevoli fez um sinal de que estava bem, mas desmaiou por falta de oxigenação e não resistiu.

Reprodução

9. Essa selfie, feita pelo casal Gilles Leclerc e Marianne Labanane antecedeu o cruel ataque terrorista ao clube Bataclan, na França. A mulher sobreviveu, mas Gilles infelizmente perdeu sua vida no incidente.

Reprodução

10. Durante a erupção do Monte St. Helen, o fotógrafo Robert Landsberg conseguiu registrar a fumaça que posteriormente acabaria por tirar sua vida. Com seu corpo ele protegeu o filme fotográfico.

Reprodução

11. Tripulação do ônibus espacial Challenger, pouco tempo antes do embarque. Pouco mais de 73 segundos depois do início do voo, o Challenger caiu, matando todos.

Reprodução

12. Pavel Kashin, entusiasta do parkour, tentando realizar o salto que infelizmente culminou na sua morte.

Reprodução

13. Paul Walker entrando no carro que, eventualmente, acabaria por se acidentar, no evento que causou a morte do ator e do seu motorista.

Reprodução

14. Essa foto foi tirada por John Gilspin, um fotógrafo amador testando sua nova câmera. Sem querer, ele fotografou Keith Sapsford, um garoto de 14 anos que morreu depois de cair do avião onde tentava voar escondido no trem de pouso.

Reprodução

15. Mayinga N’Seka, enfermeira na linha de frente na batalha contra um surto de Ebola em 1976. Pouco tempo depois, ela acabou contraindo a doença e falecendo.

Reprodução

16. William Sanders guiando mais de 100 estudantes para fora da cafeteria dentro da escola de Columbine, alvo de um dos ataques mais infames da história dos Estados Unidos. Momentos depois ele acabou levando dois tiros no peito e não resistiu aos ferimentos.

Reprodução

17. Robert Overcracker, dublê profissional, pilotou um jet ski pelas Cataratas do Niágara com o intuito de conscientizar a população sobre a questão dos sem-teto em 1995. Esta foto foi tirada no momento em que seu pára-quedas falhou, causando sua morte.

Reprodução
você pode gostar também
1 comentário
  1. Daniel Diz

    Boa noite. Corrija lá… “antes de ele ser morto”, não “dele ser morto”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.