15 fenômenos raríssimos que você dificilmente terá outra oportunidade de conhecer

Alguns fenômenos são tão raros que você dificilmente vai conseguir vê-los pessoalmente em toda a sua vida. Graças à Internet, no entanto, você pode pelo menos contemplar alguns deles por fotos.

Confira:

1. Essa nuvem perfurada, que se parece com um círculo aberto no meio do céu, é um fenômeno provocado pela quebra de pequenos cristais de gelo, que faz com que as gotículas presentes na nuvem evapore.

2. Uma rara imagem do cometa Hale-Bopp passando pelo Stonehenge, famoso ponto turístico do Reino Unido.

ASSOCIATED PRESS / East News

3. Isso que você vê ao fundo, que pode parecer uma espécie de arco-íris “desbotado”, é na verdade um arco de névoa, formado por pequenas partículas de neblina, que são capazes de refletir apenas essa cor esbranquiçada.

Sven-Erik Arndt / ardea.com/Ardea Picture Library / East News

4. Essa foto foi tirada em 2018, quando o vulcão Kilauea, no Havaí, entrou em erupção e espalhou lava por toda parte, com uma grande quantidade dela atingido o oceano pacífico. A lava chegou a atingir algumas praias da região, como a da foto.

Science Photo Library / EAST NEWS

5. Esse é o cometa West, um dos corpos celestes mais brilhantes que já passaram pelo sistema solar. A imagem foi feita em 1976, pela NASA.

NASA / Heritage Space/Image State/East News

6. O fenômeno que você vê nessa foto é provocado pelo fluxo piroclástico, proveniente de uma erupção vulcânica. O fluxo consiste em uma corrente fortíssima de ar quente que circula em alta velocidade junto com as cinzas da erupção. Essa mistura muitas vezes acaba provocando um show de relâmpagos.

MARTIN RIETZE/Science Photo Library/East News

7. Pode até parecer que essa foto passou pelo Photoshop, mas é uma imagem real de uma cachoeira do Parque Nacional de Yosemite, que por alguns instantes se transformou em um belíssimo arco-íris.

Watercoolest / reddit

8. Ondas congeladas durante uma forte tempestade no litoral de Senj, na Croácia.

Marko Korosec/Solent News/East News

9. O que você vê nessa foto é um fenômeno conhecido como superflorescência, que atinge uma região deserta da Califórnia de tempos em tempos. O fenômeno depende de uma série de fatores, como chuvas constantes, ventos não muito fortes e uma temperatura quente. Quando ele ocorre, milhares de flores surgem no local ao mesmo tempo, mudando radicalmente a paisagem da região.

EAST NEWS   © yehray /Instagram

10. Isso é um “pilar de luz” fotografado no Mar de Chukchi, na Rússia. Ele ocorre quando pequenos cristais de gelo suspensos no ar refletem a luz do pôr do sol.

RaidenRoy / imgur

11. Uma superlua de sangue fotografada no famosíssimo Parthenon, na Grécia.

AP/EAST NEWS

12. As incríveis nuvens iridescentes, formadas pelo efeito de difração da luz do sol.

Andy1611/ imgur

13. Essa é a cordilheira de Dhauladhar, que em abril de 2020 se tornou visível mais uma vez por conta da drástica redução na poluição, por conta da quarentena.

Shutterstock.com   © covsinghtj / Twitter

14. Essa foto foi feita durante a primeira nevasca de primavera em Tóquio nos últimos 32 anos. Tempestade desse tipo não são tão incomuns durante o resto do ano, mas na primavera, elas raramente ocorrem. É também na primavera que as famosas cerejeiras do Japão florescem.

15. Na Islândia, durante o verão, o sol ainda brilha à meia-noite. Normalmente, o pôr do sol ocorre aproximadamente à 1h30, e trata-se de um fenômeno simplesmente lindo.

benstrauss / reddit
você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.