15 casos que parecem loucura mas de fato são reais

Uma coisa engraçada acontece quando você observa de perto alguns dos casos mais interessantes e contraditórios da história: você percebe rapidamente que sua compreensão básica do que é possível é rapidamente quebrada, pois seja lá o quão bizarro ou absurdo algo possa parecer, é bem provável que também já tenha acontecido.

Veja só 15 casos que parecem loucura mas de fato são reais:

15 – Um babuíno trabalhou oficialmente em uma ferrovia

© Wikimedia Commons

Na década de 1880, na África do Sul, um babuíno chamado Jack trabalhava como assistente junto com James, um sinaleiro da ferrovia. James teve as duas pernas amputadas, então ele ensinou o babuíno a ajudá-lo a operar os sinais da ferrovia sob supervisão.

Em certo momento, passageiros alegaram que a estação era operada por um macaco. Uma investigação oficial foi iniciada, mas as autoridades certificaram-se de que o babuíno estava qualificado o suficiente para ser um funcionário oficial. Seu salário era de 20 centavos por dia. Em 9 anos de trabalho, Jack nunca cometeu um único erro.

14 – No Egito, era muito fácil comprar uma múmia

© Wikimedia Commons

No século 11, o cientista e médico Avicena descreve o tratamento de algumas doenças com a ajuda de mumijo. Uma pessoa que traduziu seus trabalhos científicos cometeu um erro e, como resultado, a tradução dizia que as múmias possuíam propriedades curativas. Assim, no século 15, o Egito começou a vender cadáveres embalsamados.

Os europeus compravam múmias, transformavam-nas em pó e usavam como remédio e corante marrom. Essa moda durou até o início do século 20, quando a mídia europeia começou a acabar com os mitos sobre a maldição dos faraós.

13 – O mais longo concerto do mundo está em cartaz agora

© Wikimedia Commons / © Wikimedia Commons

Em 2001, na antiga St. Burchard Church em Halberstadt, na Alemanha, a versão de órgão de uma peça musical, As Slow As Possible, de John Cage, começou. A versão original dura 20 minutos, mas os seguidores do compositor decidiram fazê-la durar 639 anos. Os acordes mudam a cada poucos anos e a peça está programada para terminar em 2640. O As Slow As Possible é considerado o maior concerto na história do mundo.

12 – Um guerrilheiro japonês se recusou a se render por 30 anos, pois achava que a Segunda Guerra Mundial não havia terminado

© Wikimedia Commons / © Wikimedia Commons

Em 1945, o oficial japonês Hiroo Onoda, que participou da Segunda Guerra Mundial na selva filipina, recebeu a mensagem de que a guerra havia acabado. Onoda achou que o aviso era propaganda dos inimigos e continuou lutando contra os EUA junto com seus 3 soldados.

Dois soldados voltaram para casa, um foi morto e Hiroo Onoda permaneceu na selva por quase 30 anos. Em fevereiro de 1974, ele foi encontrado e entregue às autoridades. Embora ele tenha matado soldados filipinos, as circunstâncias foram levadas em consideração, com Onoda evitando a pena de morte e voltando para casa.

11 – Um parapente passou por dentro de uma nuvem cúmulo-nimbo e a pessoa sobreviveu

Em 14 de fevereiro de 2007, Ewa Wiśnierska, de 35 anos, estava se preparando para o campeonato mundial de parapente na Austrália. Durante um voo, ela subiu a uma altitude de 10.000 metros e foi parar dentro de uma nuvem cúmulo-nimbo. Ela desmaiou por causa do frio extremo e falta de oxigênio.

Após 40 minutos, seu parapente começou a descer. Ela acordou quando estava a cerca de 7000 metros. Ela conseguiu sair da nuvem e pousar com segurança em uma pequena fazenda. Ela sobreviveu, apesar de queimaduras severas.

10 – Um homem pousou um avião em uma rua na cidade de Nova York

© Pixabay

O piloto americano Thomas Fitzpatrick conseguiu pousar um avião nas ruas de Nova York duas vezes. A primeira vez foi em 30 de setembro de 1956 em um bar, onde apostou que poderia viajar de Nova Jersey para Nova York em 15 minutos. Ele roubou um avião do aeródromo, voou para a cidade de Nova York e pousou não muito longe do bar. Fitzpatrick foi multado em US $ 100.

Dois anos depois, um barman de outro bar não acreditou na história de Thomas, então o piloto roubou outro avião do mesmo aeródromo. No seu segundo voo, ele foi condenado a 6 meses de prisão.

9 – Um pinguim se apaixonou por um recorte de anime

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por クワペン (@98pen) em

Em 2007, o zoológico japonês Tobu comprou um pinguim-de-humboldt de 11 anos chamado Grape-kun e sua companheira Midori. Eles moravam juntos há 10 anos, mas depois Midori o deixou por um pinguim mais jovem. Grape-kun acabou ficando realmente reservado.

Mas em abril de 2017, ele começou a prestar atenção em um recorte de anime de Hululu, um pinguim antropomórfico Humboldt do desenho Kemono Friends, que foi instalado para atrair visitantes. Grape-kun passava horas tentando alcançá-la. O pinguim ficou bastante popular nas mídias sociais, mas depois ele começou a ter problemas de saúde e morreu no mesmo ano.

8 – Chicago foi levantada em alguns metros

© Wikimedia Commons

Chicago está localizada em uma área baixa e pantanosa, de modo que, no passado, era impossível andar pelas ruas depois que chovia. Em 1856, as autoridades locais decidiram levantar toda a cidade e instalar um novo sistema de esgoto.

Durante a década de 1860, engenheiros, com a ajuda de macacos, levantaram enormes blocos de edifícios e algumas calçadas. Surpreendentemente, a vida cotidiana não parou nas ruas ou dentro dos prédios. Assim, enquanto os trabalhadores levantavam uma loja, os visitantes continuavam comprando mercadorias como se tudo estivesse normal.

7 – Por 33 anos, um carteiro construiu um castelo de pedras que encontrou durante seu trabalho

© Wikimedia Commons

Ferdinand Cheval era um carteiro francês que costumava coletar pedras incomuns enquanto entregava correspondência. A partir de 1879, ele passou 33 anos construindo um castelo usando essas pedras. Quando o trabalho terminou em 1912, o carteiro pediu para ser enterrado lá dentro. Devido a prática ser ilegal na França, ele passou mais 8 anos construindo um mausoléu para si mesmo no cemitério local.

Este talentoso homem morreu em 1924, um ano após o seu mausoléu ter sido construído. Além disso, pouco antes de sua morte, Cheval recebeu o reconhecimento de André Breton e Pablo Picasso. Mais tarde, ambas as suas obras foram reconhecidas como monumentos do patrimônio cultural.

6 – Uma foca aprendeu a falar

Em 1971, um aquário em Boston adotou uma foca por Scottie Dunning. O homem viveu com a foca por alguns meses e a chamou de Hoover. A foca aprendeu a imitar a fala humana. Embora seu vocabulário fosse bastante limitado, Hoover pronunciava palavras familiares muito bem. Ele conseguia pedir a uma pessoa que se aproximasse e dissesse seu nome e também podia gritar: “Saia daí!”

Quando Hoover chegou ao aquário, ele parou de falar por 5 anos. Quando ele se sentiu confortável com o ambiente ao redor do aquário, ele começou a proferir frases como: “Olá” e “Venha até aqui!” Graças a isso, Hoover tornou-se famoso por ser o primeiro mamífero que podia falar.

5 – Esse homem assusta as pessoas há quase 40 anos

© Wikimedia Commons / © Wikimedia Commons

David Johnson mora em São Francisco. Ele é bem conhecido como Bushman (“homem da moita”). Em 1980, ele decidiu ganhar dinheiro usando um método incomum. Ele se esconde por trás de alguns galhos de eucalipto, espera pessoas desavisadas passarem e as assusta fazendo barulhos como “uga-buga!”. O “homem da moita” tem entretido as pessoas assim há 40 anos. Ele ganha cerca de US $ 60.000 por ano.

Confira a seguir um vídeo do Bushman:

4 – Esse tronco flutua em um lago há mais de 120 anos

© Wikimedia Commons

Em Oregon, em um vulcão extinto, há um lugar chamado Crater Lake. Há também um tronco que flutua há mais de 120 anos. Ele “viaja” pelo lago desde 1896, quando foi descoberto pelo geólogo Joseph S. Diller. Este tronco 9 metros de altura curiosamente vaga verticalmente.

O mais provável é que o tronco tenha caído na água depois de um deslizamento de terra e a água gelada o preservou, não permitindo que se desfizesse.

3 – Um homem subiu a uma altitude de mais de 4500 metros usando balões meteorológicos

© Wikimedia Commons

Em 1982, Larry Walters, da Califórnia, decidiu voar e criou um dirigível feito de uma cadeira comum e 45 balões meteorológicos cheios de hélio. Ele levou um rádio, sanduíches e uma metralhadora (ele queria aterrissar atirando nos balões). Larry planejava subir 30 metros de altura, mas a cadeira de Walters subiu rapidamente a uma altura de cerca de 4500 metros. Ele ficou com medo de atirar nos balões e passou 14 horas no ar.

Após 45 minutos no céu, Walters disparou em vários balões. Ele começou descer lentamente, até que os cabos pendurados dos balões ficaram presos em uma linha de energia. A linha de energia quebrou, causando um apagão. Felizmente, o homem sobreviveu. Ele foi multado em US $ 1.500 e recebeu o Prêmio Darwin.

2 – Dusty, o gato cleptomaníaco

Em 2011, um gato de cinco anos chamado Dusty, da Califórnia, ficou famoso graças à sua cleptomania. Ele ganhou seu apelido – Klepto Kitty – depois de trazer para casa mais de 600 itens dos jardins vizinhos. Dusty roubou luvas de lavagem de carros, esponjas, panos de prato, sapatos, meias, luvas, roupas íntimas, aventais, brinquedos, máscaras de segurança, roupas de banho e assim por diante. Em geral, o gato costumava cometer seus crimes à noite. Seus proprietários, junto com a equipe do Animal Planet do programa Must Love Cats, instalaram uma câmera acionada por movimento e pegaram Dusty em flagrante.

1 – Uma mulher alegou que deu à luz coelhos e os médicos acreditaram nela

© Wikimedia Commons

Em 1726, Mary Toft, de 25 anos, da Inglaterra, conseguiu convencer os médicos de que ela havia dado à luz coelhos. Na verdade, Mary estava grávida, mas abortou. Depois disso, ela alegou que deu à luz várias partes de animais, e John Howard, um cirurgião local, estava realmente interessado no caso. Ele começou a investigar o assunto. Ele entregou vários pedaços de carne animal que, concluiu ele, pertencia a coelhos, e notificou outros proeminentes médicos que acreditaram nele. Quando o rei ouviu falar sobre isso, ele enviou seus melhores médicos para estudar este caso incrível.

Depois de vários estudos e investigações, a mulher confessou ter mentido e subornar John Howard. Ela costumava “dar à luz” a coelhos que seu marido comprou para ela, consegue acreditar?

E você, qual dessas histórias mais achou absurda? Conte pra gente nos comentários!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.