14 fatos que provam que o padrão de beleza no passado era assustador

Em busca daquilo que consideram como bonito e agradável aos olhos do “padrão de beleza”, várias mulheres se submetem a procedimentos perigosos. Mas se hoje em dia a indústria da moda é perigosa,  e muitas vezes chega a levar algumas garotas até mesmo à morte, no passado as coisas eram bem piores.

Na lista de hoje, você vai conhecer algumas tendências de moda assustadoras que eram comuns no passado.

Confira:

1. Durante os anos 20, o visual bronzeado se tornou popular depois que Coco Chanel pegou no sono durante uma viagem de iate na Riviera Francesa. O bronzeado acabou se tornando um símbolo de status para pessoas que podiam pagar por viagens de férias, especialmente para os privilegiados que podiam viajar durante o inverno.

offbeathistory

2. No século 19, algumas mulheres comiam “bolachas” feitas de arsênico, já que o produto supostamente ajudava a clarear e uniformizar a pele. Entre os efeitos colaterais do arsênico, que hoje já conhecemos, estão câncer, calvície e epilepsia. Esses produtos foram comercializados, pelo menos, até 1902.

offbeathistory

3. Na Idade Média, a testa era considerada a parte mais bonita do rosto da mulher. Muitas mulheres tiravam os cílios para destacar ainda mais a testa. Elas também arrancavam parte dos cabelos e até mesmo raspavam as sobrancelhas para formar um rosto mais comprido e oval.

offbeathistory

4. Os Romanos acreditavam que escovar os dentes com urina ajudava a manter os dentes brancos. Principalmente se a urina viesse de Portugal.

offbeathistory

5. No século 18, antes da invenção do spray de cabelo, as mulheres usavam banha para esculpir suas perucas. Uma das desvantagens deste costume é que muitas vezes as perucas acabavam atraindo muito ratos.

offbeathistory

6. Na França, antes da Revolução, as veias saltadas estavam na moda. Algumas pessoas pintavam as veias com tinta azul para destacá-las. Outras, usavam sanguessugas para deixar as veias mais evidentes.

offbeathistory

7. Durante o período Edo, no Japão, dentes pretos eram populares entre os aristocratas e as mulheres casadas. Os dentes escurecidos eram considerados um sinal de beleza, e a prática ajudava a preservar os dentes até a velhice. Em 1870, essa prática foi proibida pelo governo japonês.

offbeathistory

8. Em 1936, Isabella Gilbert inventou uma ferramenta que, teoricamente, era capaz de fazer “covinhas” no rosto das mulheres. Obviamente, o aparato não funcionava.

offbeathistory

9. Na Roma Antiga, o suor dos gladiadores era vendido como souvenir do lado de fora do Coliseu. Alguns acreditavam que o produto era afrodisíaco. As mulheres costumavam usar o suor como hidratante.

offbeathistory

10. Em 1800, alguns “médicos” realizavam o procedimento de transplante de cílios. Os fios eram colocados diretamente na pálpebra, com o auxílio de uma agulha.

offbeathistory

11. Na Grécia Antiga, as “monocelhas” eram consideradas um sinal de pureza e inteligência. O padrão de beleza era ter as sobrancelhas unidas. Algumas mulheres ainda escureciam as sobrancelhas utilizando pó, enquanto outras usavam pelo de animais para engrossá-las.

offbeathistory

12. Em meados de 1400, a tendência na Itália era ter lábios finos. Por isso, muitas das pinturas da época não dão nenhum destaque a esta parte do corpo.

offbeathistory

13. Pouco depois da invenção da máquina de Raio-X, algumas pessoas usavam a máquina para tratar acne, e até mesmo para depilação. Nem é preciso falar dos efeitos colaterais, não é mesmo?

offbeathistory

14. Na década de 1920, o secador de cabelo portátil foi lançado no mercado. Tratava-se de uma alternativa mais conveniente para os secadores da época. O dispositivo era muito perigoso e podia causar queimaduras e choques elétricos, muitas vezes causando a morte dos seus usuários.

offbeathistory
buy metformin metformin online