14 efeitos psicológicos que mostrarão a verdade nua e crua da vida

Você já se perguntou por que você se sente da maneira que se sente ou faz as coisas que faz? A maneira como sua mente funciona tem muito a ver com o jeito que você é e as coisas que você faz. É incrível como cada mente ‘única’, em algum nível, funciona da mesma forma.

A seguir, você verá 14 efeitos psicológicos que indicam por que as coisas acontecem conosco do jeito acontecem e justificam nossas reações pelo mesmo. Veja só:

14 – Um estudante médio hoje em dia tem a mesma ansiedade que um paciente em uma instituição mental no início dos anos 50.

© Pixabay

A cada década, a ansiedade em crianças e adultos cresce. reasons para isso:

  • Não sentimos restrições sociais tanto quanto costumávamos – mudamos nosso trabalho com frequência, raramente participamos de grupos e organizações sociais, nos casamos mais tarde e passamos muito mais tempo sozinhos;
  • Queremos muitas coisas como riqueza e um relacionamento perfeito, mas temos ideias ilusórias sobre como nossas aparências devem ser e como nossos parceiros devem se comportar;
  • Absorvemos muitas más notícias, especialmente sobre acidentes e guerras nos jornais de televisão, o que nos faz sentir como se o mundo fosse um lugar perigoso.

13 – Demora apenas 3 horas para convencer uma pessoa de que ela cometeu um assassinato.

© Pixabay

E nem mesmo violência é necessária para realizar esse feito: tudo pode acontecer em uma conversa com uma atmosfera amigável que se parece muito com uma entrevista.

Muitas pessoas sabem que, quando nos lembramos de alguns eventos, sempre reescrevemos a memória deles. Uma pesquisa mostra que, se um entrevistador conhece alguns detalhes da vida de uma pessoa, durante uma conversa, adicionando várias ideias falsas e usando técnicas especiais para reescrever memórias, é possível convencer alguém de que é um assassino.

A maioria das pessoas que participaram deste experimento estavam convencidas de que tinham lembranças de roubar algo, agredir as pessoas na adolescência ou que tinham ferimentos que nunca adquiriram.

12 – Leve um cachorro com você quando for a um encontro

© Pixabay

Se você aparecer em um encontro com um cachorro, suas chances de sucesso aumentam muito. As pessoas se sentem muito mais confiantes quando se aproximam de uma pessoa atraente que tem um cachorro ao lado delas.

Um estudo realizado na Bretanha, na França, mostrou que mulheres são três vezes mais propensas a dar seus números de telefone para homens que têm cães. E, em geral, pessoas andando com animais parecem ser mais confiáveis.

11 – Uma música favorita é geralmente aquela em que uma pessoa conecta um evento muito importante em sua vida.

© Unsplash

As músicas que gostamos costumam estar associadas a alguma história pessoal que temos, uma pessoa ou um evento emocional.

10 – Algumas pessoas podem ter medo da felicidade.

© Unsplash

O medo de ser feliz pode estar presente em pessoas que tiveram algum tipo de tragédia pessoal durante um período em que estavam felizes. É por isso que elas, inconscientemente, esperam algo ruim de momentos felizes e fazem tudo o que podem para evitá-los. Essas pessoas podem acreditar que são introvertidas e evitam ir a festas e outros eventos agradáveis, mas, na verdade, elas não têm medo de outras pessoas. Elas apenas temem a chance de se sentirem felizes.

9 – A quantidade de estresse que uma pessoa tem quando perde um telefone é semelhante ao estresse em um ataque terrorista.

© Unsplash

Embora os eventos mais estressantes para as pessoas sejam a morte de um ente querido ou uma sentença de prisão, estima-se que o medo de perder um smartphone ou de se atrasar para pegar o trem, por exemplo, seja semelhante a estar em um ataque terrorista. As 5 situações mais estressantes também incluíram desastres naturais (incêndios, enchentes), ser demitido e doenças graves.

8 – Manter um diário pode melhorar sua saúde física.

© Unsplash

As pessoas que têm distúrbios alimentares ou que sofrem de depressão podem se beneficiar muito de fazer anotações todos os dias em diários pessoais. Ter um diário pode fortalecer o sistema imunológico, ajudá-lo a lidar com o estresse e até mesmo a diminuir os sintomas da asma. E há mais uma vantagem importante: você tem uma chance de pensar em seus erros para evitar cometê-los no futuro e também descobrir o prazer de lembrar momentos esquecidos do passado.

E você não precisa escrever muito: basta escrever algumas frases todos os dias, de preferência no mesmo horário. Estas anotações ajudarão você a expressar seus sentimentos e analisar situações.

7 – Para ser criativo, você não precisa ter boas ideias, precisa ter muitas ideias.

© Unsplash

Os pesquisadores descobriram que, se as pessoas fossem pagas pelo número de ideias sugeridas e não pela qualidade, os resultados seriam melhores. E a receita para ser criativo foi a seguinte: tenha o máximo de ideias quanto possível, mesmo as piores, depois disso, esqueça-as por um tempo e faça algo completamente diferente por cerca de 20 minutos. Depois do intervalo, volte para a tarefa.

6 – Uma caminhada de 20 minutos no parque irá deixá-lo mais feliz.

© Pixabay

O contato com a natureza nos faz sentir calmos e nos dá conforto emocional. As pessoas que passam pelo menos 20 minutos por dia em um parque se sentem mais satisfeitas com suas vidas.

5 – Música de fundo diminui suas habilidades criativas.

© Pexels

Qualquer canção ou música (em qualquer idioma – estrangeiro ou nativo) dificulta a sua capacidade de ser criativo se você ouvir enquanto trabalha. Então, se você é, por exemplo, um escritor e trabalha com linguagem, ouça música somente quando não estiver trabalhando.

4 – Para memorizar algo, é melhor desenhar do que escrever.

© Pexels

Desenhar é mais eficaz para memorizar coisas do que fazer anotações, visualizar ou ver fotos. E você não precisa ser talentoso: até os desenhos mais simples podem ajudá-lo a memorizar as coisas muito melhor. Isso é especialmente útil para pessoas idosas: assim, elas podem preservar uma boa memória.

3 – Quando seu time favorito vence, sua autoestima melhora.

© ELEVATE / Pexels

Acontece que as pessoas gostam de assistir esportes por um motivo: isso influencia positivamente na autoestima delas. Toda vez que seu time favorito vence, seu humor melhora drasticamente por cerca de dois dias. E quando seu time perde, não há um impacto drástico.

E é muito melhor assistir a eventos esportivos com outras pessoas. Nesse caso, a alegria de ganhar aumenta e, se o time perder, é mais fácil lidar com a derrota.

2 – O plano B diminui suas chances de sucesso.

© Pixabay

Se você vai começar algo novo – como montar uma empresa ou começar um trabalho em um novo lugar, não faça um plano B, C ou D. É simplesmente por pensar que você tem mais uma opção, que você diminui suas chances de sucesso. Comece algo novo “queimando todas as pontes”. Nesse caso, há uma chance maior de você alcançar o resultado desejado.

1 – Para se esforçar para fazer uma mudança, pergunte a si mesmo: “Farei isso?”

© Pixabay

Se você quiser motivar-se para fazer algumas mudanças, como começar uma dieta, parar de fumar ou passar mais tempo com seu filho, não faça ordens como “Agora vou correr todas as manhãs” ou “Vou gastar menos tempo na internet”. ”Faça a si mesmo a pergunta “Farei isso?” Se você não sentir qualquer pressão interna e puder simplesmente discutir esse problema consigo mesmo, poderá ter o desejo de agir. Segundo o psicólogo Ibrahim Senay, ao fazer perguntas, você faz sua mente trabalhar para criar motivação.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.