13 fatos pouco conhecidos que poderiam salvar sua vida algum dia

Normalmente, ninguém espera acordar e enfrentar uma situação de risco de vida. Simplesmente acontece. Saber lidar com essas situações perigosas pode significar a diferença entre a vida e a morte. Com isso em mente, faz sentido revisar algumas dicas de segurança e sobrevivência, não é mesmo?

Seja qual for a situação, confira a seguir 13 fatos pouco conhecidos que poderiam salvar sua vida algum dia:

13 – Se deparando com um urso agressivo

© Shutterstock

Sem dúvida o melhor é evitar o confronto com qualquer urso na natureza, mas se uma situação como essa for inevitável, você deve saber como contornar a situação. Os ursos correm muito rápido e rastejam muito bem – mas mover-se rapidamente em torno de um objeto como um carro ou uma árvore é algo bastante difícil para eles. Mais cedo ou mais tarde, o animal desistirá de tentar alcançá-lo, já que essa “comida inteligente” (você) não está valendo a pena.

No entanto, não entre em pânico antes que um urso comece a agir de forma agressiva. Se ele está apenas olhando para você, fique parado. Há uma chance de nem mesmo entender quem você é e o que você vai fazer. Se ele começar a andar em sua direção lentamente, ande para trás lentamente. Ursos raramente atacam pessoas. O mais provável é que ele recue quando perceber que você é humano.

12 – Um cheiro de peixe ou urina em casa sem motivo aparente

© Shutterstock

Se você não consegue detectar a origem do cheiro, é provável que os fios elétricos estejam derretendo. Esta situação pode levar a um incêndio ou até mesmo a uma explosão. A melhor opção é cortar a eletricidade até que a causa seja claramente descoberta.

11 – Corrente de retorno

© Shutterstock

Se você acidentalmente se encontrar em uma corrente de retorno, é completamente inútil nadar contra a costa – você só desperdiçará energia. Tente nadar paralelo à costa até sair da corrente e só depois nadar em direção à costa.

10 – Tomar aspirina durante um ataque cardíaco

© Shutterstock

Ingerir apenas uma pílula de aspirina pode melhorar fortemente como você se sente. A pessoa que sofre um ataque cardíaco deve deitar-se imediatamente e colocar algo embaixo da cabeça ou sentar-se e tomar a pílula. Para que funcione mais cedo, deve ser bem mastigado.

9 – Diagnosticando uma insolação

© Shutterstock

Os sintomas mais óbvios de uma insolação são vertigem e náusea, mas podem aparecer por outras razões também. Para ter certeza, você deve comer algo doce. Se o sabor for desagradável, significa que você está com insolação. Para as pessoas que têm algum distúrbio cardiovascular, é vital determinar o motivo o mais rápido possível e obter a ajuda certa.

8 – Um técnica simples para trazer alguém de volta à consciência

© Shutterstock

Se você em algum momento precisar fazer alguém voltar à consciência, deve colocá-la de costas e empurrar joelhos dela até o peito. Isso fará com que o sangue flua para o cérebro da pessoa e ela acorde. Mas primeiro, certifique-se de que a pessoa não tenha nenhum ferimento na perna ou no corpo, caso contrário, a situação só poderá piorar.

7 – Ajuda em caso de mordida de cobra venenosa

© Shutterstock

Ao contrário de alguns equívocos populares, você não deve sugar o veneno, aplicar algo frio, curativos ou desinfetar a ferida. Antes da chegada dos especialistas, a vítima precisa beber muita água e tomar um anti-histamínico. A área ao redor da picada não deve ser tocada, porque, caso contrário, o veneno se espalhará pelo corpo mais rapidamente.

6 – Salvando uma pessoa que estava se afogando

© Shutterstock

Se você fosse capaz de salvar uma pessoa que estava se afogando, isso não significa que todo o problema foi resolvido. Você deve levá-la ao hospital imediatamente, caso contrário, ela poderá morrer dentro de alguns dias caso houver alguma sobra de água em seus pulmões.

5 – Como quebrar o vidro do carro em caso de acidente

© Shutterstock

Se você está em uma situação onde você só conseguirá sair de um carro quebrando o vidro, lembre-se que é muito mais fácil quebrá-lo batendo não no centro, mas nas bordas. Além disso, se você puder remover o encosto de cabeça do banco, poderá usá-lo para quebrar a janela. Em carros diferentes, os apoios para a cabeça são diferentes, por isso certifique-se de aprender como remover os do seu carro com antecedência.

4 – Incêndios podem ser causados por uma simples garrafa de água no carro

© Shutterstock

Pode parecer estranho, mas se a luz direta do sol entra em contato com a garrafa, é possível que um incêndio aconteça. O problema é que, neste caso, a garrafa funcionará como uma lente e concentrará o calor em um ponto. Portanto, é melhor manter essas garrafas longe das janelas e nunca deixá-las dentro do carro em primeiro lugar.

3 – Ande sempre com anti-histamínicos

© Shutterstock

Pode acontecer em algum determinado momento de você descobrir que é alérgico a algo que não sabia que era. E caso ocorra uma reação alérgica muito grave ao ponto de ser letal, é importante que você receba o auxílio qualificado. Isso é especialmente importante em viagens em que as pessoas provam novos alimentos, veem novas plantas e vão a lugares completamente novos.

2 – Quando a água na praia está muito longe da costa

© Shutterstock

Quando a água se encontra anormalmente longe da costa, é um sinal de tsunami. Se você perceber isso em algum lugar, avise todos ao redor e corra.

Infelizmente, em 2004, as pessoas não prestaram atenção a este sinal antes de um tsunami no Oceano Índico. No entanto, havia pessoas em duas praias que sabiam sobre esse fato: uma garota inglesa de 10 anos chamada Tilly Smith e o professor de biologia John Chroston. Eles conseguiram salvar a vida de muitas pessoas naquele dia.

1 – A regra do 3

© Shutterstock

Se você se encontrar em uma situação crítica, lembre-se da regra do 3: números que podem ser usados ​​para descrever as habilidades de sobrevivência de uma pessoa:

  • 3 minutos sem ar;
  • 3 horas em temperaturas extremas;
  • 3 dias sem água;
  • 3 semanas sem comida.

Portanto, se você não conseguir seguir essa hierarquia de prioridades, as chances de sobreviver são muito menores.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.