13 detalhes e mistérios pouco conhecidos por trás de algumas estátuas e esculturas icônicas

Existem diversas estátuas e monumentos espalhados pelo mundo, que representam os mais variados sentimentos, momentos históricos ou figuras importantes da nossa história. E algumas dessas obras possuem certas peculiaridades que não são conhecidas pelo público em geral. Por isso, nessa lista, nós vamos mostrar para você uma série de curiosidades sobre as estátuas e monumentos mais famosos do mundo.

Confira:

1. A Estátua da Liberdade, originalmente, não era verde.

© Ronile / Pixabay

O artista por trás da Estátua da Liberdade, Frédéric Auguste Bartholdi, queria que sua obra fosse coberta de ouro, mas acabou utilizando cobre, por conta do orçamento reduzido. Originalmente, a obra tinha a coloração marrom avermelhado, mas com o passar dos anos, e com a oxidação do material, a estátua adquiriu a cor verde que vemos hoje em dia.

2. Os chifres de Moisés, de Michelangelo.

© LoggaWiggler / Pixabay

De acordo com alguns especialistas, este detalhe na escultura de Michelangelo pode ser o resultado de um erro na tradução da Bíblia ao latim na frase: “Os filhos de Israel viram, então, que chifres emanavam do rosto de Moisés”. O motivo pode ter sido a palavra “karan”, que significa chifres, e pode ter sido interpretada no lugar da palavra “keren”, que significa algo radiante, luminoso ou com raios de luz.

3. Onde está o outro olho de Nefertiti?

© HeikoAL / Pixabay

De acordo com especialistas que já analisaram o famoso busto de Nefertiti, não há rastros de cola ou materiais que indiquem que, em algum momento, tenha havido outro olho ali. No começo, suspeitava-se que, talvez, Nefertiti tivesse sofrido com problemas de visão durante a sua vida. No entanto, isso foi descartado depois que outros vestígios foram encontrados mostrando que ela possuía os dois olhos.

4. A identidade desconhecida da Vênus de Milo.

© NakNakNak / Pixabay

Quando a Vênus de Milo foi encontrada, em 1820, não se sabia se a escultura representava Anfitrite ou Afrodite. Depois de algumas análises, foi determinado que se tratava de Afrodite, devido à sua sensualidade, as jóias que ela portava e também pelo descobrimento dos fragmentos de uma de suas mãos, que segurava uma maçã – característica desta divindade.

5. A Esfinge tinha barba.

© NadineDoerle / Pixabay© Captmondo / Wikimedia Commons. CC BY-SA 3.0 / Creative Commons

O Museu Britânico guarda restos de uma barba que ao que tudo indica era parte original da Esfinge de Gizé.

6. A Coroa do Cristo Redentor.

© CC BY-SA 3.0 / Creative Commons / Creative Commons

A enorme figura de Jesus Cristo, no Rio de Janeiro, possui uma coroa metálica em sua cabeça que serve como para-raios. Como se trata de um dos pontos mais altos da cidade, a estrutura é necessária para conter as descargas elétricas.

7. Homenagem a John Lennon.

© SAED / Pixabay© Wilfredor / Wikimedia Commons. CC0 / Creative Commons

Quando o artista Carl Fredrik Reuterswärd ficou sabendo do assassinato de John Lennon, ele começou a trabalhar em sua obra ‘Knotted Gun’, também conhecida como “não à violência”. O monumento foi colocado do lado de fora da sede da ONU, nos Estados Unidos, e conta com quase 30 réplicas localizadas em países como Suécia, França, Alemanha, China, Índia, África do Sul e México.

8. Peças de diferentes séculos.

© Public Domain / Creative Commons

A lenda diz que a Loba Capitolina amamentou Rômulo e Remo, fundadores de Roma. As figuras que compõem esta famosa escultura, localizada no Museu do Capitólio, foram feitas em épocas diferentes. A loba de bronze foi feita durante a Idade Média, enquanto os pequenos irmãos foram colocados ali durante o Renascimento.

9. Guerra de estátuas em Nova Iorque.

© Leoakiyama / Pixabay

Em 1989, Arturo Di Modica colocou o Touro de Wall Street do lado de fora da Bolsa de Nova Iorque. Em 2017, em frente a ele foi colocada a pequena “Garotinha destemida”, que incomodou Di Modica. Segundo o artista, a nova estátua distorcia o sentido original de prosperidade da sua peça, transformando-a em uma figura de medo. Em 2018, a pequena garota foi removida.

10. Segredo muito bem guardado.

© Tsui / Wikimedia Commons. Free Art License / Creative Commons

Em 1955, um antigo Buda de 4 metros foi deixado ao relento durante a construção de um templo que, no futuro, iria abrigá-lo. Depois de ser atingido por uma forte chuva, a superfície de gelo da estátua se desprendeu, revelando que a escultura era, na verdade, de ouro. Na antiguidade, os monges faziam assim para proteger as peças religiosa da ganância dos invasores. O famoso Buda de Ouro encontra-se em Bangkok, na Tailândia.

11. Beleza incompleta.

© Mbzt / Wikimedia Commons. CC-BY-SA 4.0

Esta famosa escultura, chamada de Vitória de Samotrácia, foi descoberta em 1863, dividida em 110 fragmentos. Mas entre eles, não estavam a cabeça nem os braços. Apesar das buscas constantes, só foi encontrada a palma direita e dois dedos. Alguns artistas tentaram reconstruir o que estava faltando, mas acabaram optando por manter a beleza original da obra, ainda que incompleta.

12. As roupas do Manneken Pis.

© Mpopp_98 / Pixabay

Existe uma tradição em torno da escultura do garoto que urina, localizada no centro de Bruxelas, na Bélgica. Desde 1954, a Ordem dos Amigos do Manneken Pis veste a escultura com trajes que remetem à vida na Bélgica. Atualmente, a estátua já foi fotografada com mais de 1000 vestes diferentes.

13. Os “erros” de David, de Michelangelo.

© Pieroor / Pixabay© Little_arrows / Pixabay

Foram apontadas várias supostas falhas na escultura de Michelangelo, como a desproporção da cabeça e das mãos, que são muito grandes, bem como os olhos que supostamente não olham na mesma direção. Sabe-se, no entanto, que o artista fez isso intencionalmente, para conseguir efeitos visuais e destacar certos aspectos das suas obras.

você pode gostar também
buy metformin metformin online