Notícias e artigos sobre ciência, incluindo espaço, biologia, arqueologia, e muito mais.

Estas foram as 12 maiores detonações nucleares da história

Desde o primeiro teste nuclear da história, em 15 de julho de 1945, houveram mais de 2000 testes de armas nucleares em todo o mundo. Com o tempo, estas armas rapidamente tornaram-se cada vez mais destrutivas.

O dispositivo testado em 1945 tinha um rendimento de 20 kilotons, o que significa que tinha uma força explosiva equivalente a 20 mil toneladas de TNT.

Em 20 anos, os EUA e a URSS testaram armas nucleares com potências superiores a 10 megatons, ou 10 milhões de toneladas de TNT. Em escala, estas armas eram pelo menos 500 vezes mais fortes do que a primeira bomba atômica.

Mistérios do Mundo

Para colocar o tamanho das explosões em escala, é possível usar o Nukemap, uma ferramenta que torna possível visualizar o impacto de uma explosão nuclear no mundo real. No Nukemap, é possível escolher a cidade, o tamanho da bomba e verificar até mesmo as estimativas da explosão e do número de mortos.

Nos mapas utilizados neste artigo (gerados no Nukemap), o primeiro anel é a explosão da bola de fogo, seguida pelo raio de radiação. Dentro do círculo rosa, quase todos os edifícios são demolidos e as fatalidades se aproximam de 100%. Dentro do raio cinza, os edifícios mais fortes resistiriam à explosão, e as lesões são graves ou fatais. No círculo laranja, as pessoas com a pele exposta sofreriam queimaduras de terceiro grau e materiais inflamáveis pegariam fogo.

11: empate. Testes soviéticos #158 e #168

Mistérios do Mundo

Em 25 de agosto e 19 de setembro de 1962, a URSS realizou os testes nucleares #158 e #168, respectivamente. Ambos os testes foram realizados na região de Novaya Zemlya, um arquipélago ao norte da Rússia.

Nenhum vídeo ou fotografia dos testes foram divulgados, mas ambos incluíram bombas atômicas de 10 megatons. Estas explosões teriam incinerado tudo em uma área de 2,8 quilômetros quadrados do seu epicentro, e causado queimaduras de terceiro grau em uma área de até 1750 quilômetros quadrados.

10. Ivy Mike

Mistérios do Mundo

Em 1 de novembro de 1952, os EUA testaram Ivy Mike na região das Ilhas Marshall. Ivy Mike foi a primeira bomba de hidrogênio do mundo, com um rendimento de 10,4 megatons, ou seja, 700 vezes mais poderosa que a primeira bomba atômica.

A detonação foi tão poderosa que vaporizou a ilha Elugelab, onde foi detonada, deixando em seu lugar uma cratera de quase 50 metros de profundidade.

9. Castle Romeo

Mistérios do Mundo

Romeo foi a segunda detonação dos EUA na série Castle de testes, que realizados em 1954. Todas as detonações aconteceram no Atol de Bikini. Castle Romeo foi o terceiro teste mais poderoso da série, com um rendimento de 11 megatons.

A explosão teria incinerado tudo em uma área de 3 quilômetros quadrados.

8. Teste soviético #123

Mistérios do Mundo

Em 23 de outubro de 1961, os soviéticos realizaram seu teste nuclear #123, sobre Novaya Zemlya. O teste #123 utilizou uma bomba nuclear de 12,5 megatons. Uma bomba deste tamanho poderia incinerar tudo em uma área de 3,4 quilômetros quadrados e causar queimaduras de terceiro grau em uma área de 2100 quilômetros quadrados.

Nenhuma imagem desde teste foi divulgada.

7. Castle Yankee

Mistérios do Mundo

Castle Yankee foi o segundo mais poderoso teste da série Castle, e foi realizado em 4 de maio de 1954. A bomba tinha 13,5 megatons.

Quatro dias depois, sua radiação chegou até a Cidade do México, a cerca de 11,5 mil quilômetros de distância.

6. Castle Bravo

Mistérios do Mundo

Castle Bravo foi detonado em 28 de fevereiro de 1954. Foi o primeiro teste da série Castle, e a maior explosão nuclear já causada pelos EUA. Bravo deveria ter apenas 6 megatons, mas acabou tendo 15 megatons. O erro de cálculo neste teste resultou na irradiação de pelo menos 665 habitantes das Ilhas Marshall e na morte (envenenamento por radiação) de um pescador japonês que estava a aproximadamente 130 quilômetros do local.

3. Empate. Testes soviéticos #173, #174 e #147

Mistérios do Mundo

De 5 de agosto a 27 de setembro de 1962, a URSS realizou uma série de testes nucleares sobre Novaya Zemlya. Os testes #173, #174 e #147 se destacaram como a quinta, quarta e terceira explosões nucleares da história.

Os três produziram explosões de cerca de 20 megatons. Com esta força, seria possível incinerar tudo em uma área de 4,8 quilômetros quadrados.

Nenhuma imagem destes testes foram divulgadas.

2. Teste soviético #219

Mistérios do Mundo

Em 24 de dezembro de 1962, a URSS realizou o teste #219 sobre Novaya Zemlya. A bomba teve um poder de 24,2 megatons. Uma bomba desta potência poderia incinerar tudo dentro de 5,7 quilômetros quadrados e causar queimaduras de terceiro grau em uma área de até 3600 quilômetros quadrados.

Não foram divulgadas imagens deste teste.

 

 

1. Bomba Tsar

Mistérios do Mundo

Em 30 de outubro de 1961, a URSS detonou a maior arma nuclear já testada e criou a maior explosão artificial da história. A explosão – 3 mil vezes mais forte que a bomba usada em Hiroshima -, quebrou janelas que estavam a 900 quilômetros de distância. A luz foi visível até a 1000 quilômetros do local da explosão.

A Tsar teve um rendimento de 50 a 58 megatons, o dobro do tamanho da segunda maior explosão nuclear.

Uma bomba deste tamanho criaria uma bola de fogo de 10 quilômetros quadrados e poderia causar queimaduras de terceiro grau em uma área de 6,5 mil quilômetros quadrados.

Comentários
Carregando...