12 coisas bizarras e inacreditáveis que nossos antepassados faziam

Olhar para o passado e lembrar o que faziam nossos antepassados pode ser bastante assustador. Além de conceitos ultrapassados e atividades que hoje parecem ridículas, muitas coisas eram extremamente perigosas, como a falta de higiene e procedimentos equivocados na área da saúde. Nesta lista você confere 12 coisas que nosso antepassados faziam, e que hoje são ultrapassadas e/ou assustadoras.

1. Carros de banho

Ao contrário do que é feito hoje em dia, as pessoas antigamente não tomavam banho livremente na água do mar. Em vez disso, usavam carros de banho – estruturas montadas na água, para evitar que o banhista fosse alvo de “olhares” dos outros” Além disso, os carros de banho das mulheres eram posicionados afastados os masculinos.

© Wikipedia Commons
© Wikipedia Commons

2. Produtos de beleza radioativos

No começo do século 20, a radiação era vista como um fenômeno positivo, e por isso era utilizada em cosméticos, comida e bebidas. Os produtos eram enriquecidos com rádio e tório.

© Wikipedia Commons

3. Vestidos para homens

Desde o século 16, até meados de 1920, era comum que jovens entre os 4 e 8 anos de idade usassem vestidos. A principal razão disso era pelo custo das roupas. Era mais fácil comprar um vestido, pois ele poderia acompanhar o crescimento do garoto, até que ficasse, de fato, muito pequeno.

© EAST NEWS

4. Higiene precária

Em alguns países medievais, as pessoas acreditavam que a água só levava doenças para a humanidade. Também acreditavam que os piolhos eram “pérolas de Deus”. Até mesmo os monarcas acreditavam nisso. Isabel I de Castela, por exemplo, se orgulhava de ter tomado banho apenas duas vezes na sua vida: uma no nascimento, e outra quando se casou. De acordo com um testemunho, certa vez um cavalheiro fez um comentário sobre suas mãos e unhas sujas, a que a rainha respondeu: “Ah, se você visse meus pés!”.

© East News

5. Primeiro e segundo sono

Os europeus que viveram na Idade Média praticavam o que chamamos de sono bifásico. O primeiro sono começava no pôr-do-sol e ia até cerca da meia-noite. Então as pessoas acordavam e ficavam acordadas por 2-3 horas. Alguns usavam esse tempo para orar ou ler. Somente depois disso é que vinha o segundo sono, que durava até o nascer do sol.

© The British Library

6. Pedras como papel higiênico.

A lista de coisas que as pessoas usavam antes da invenção do papel higiênico vai longe. Inclui plantas, espigas de milho, cascas de frutas, lã de ovelha e roupas. Mas o gregos antigos surpreendem: por certos motivos higiênicos, eles usavam pedras e até mesmo lascas de cerâmica.

© Museum of Fine Arts Boston

7. Cigarros em aviões.

Cerca de 50 ou 60 anos atrás, fumar não era considerado um hábito ruim. As pessoas não apagavam os cigarros nem mesmo durante vôos, apesar da presença de outros passageiros. Hoje, fumar em aviões é totalmente proibido, mas em alguns países (como o Irã), a lei ainda não foi implementada.

© EAST NEWS

8. Sangria para curar todas as doenças.

Esse modo de tratamento foi popular durante cerca de 2 mil anos, até o século 20. A sangria era praticada para tratar qualquer tipo de doenças, e na verdade era muito mais prejudicial do que benéfico.

© Wikipedia Commons

9. Heroína como remédio para tosse.

Há 100 anos, a heroína era considerada uma alternativa à morfina, e era vendida em farmácias como um remédio para tosse. Era inclusive recomendada para crianças. Mais tarde foi descoberto que a heroína se transforma em morfina no fígado, em 1924 seu uso foi proibido. Na Alemanha, no entanto, foi proibida apenas em 1971.

 

© Wikipedia Commons   © AP/FOTOLINK/East News

10. Fotografias post-mortem

No século 19 era bastante comum preservar a memória dos entes amados que faleciam com as chamadas fotografias ‘post-mortem’. Os cadáveres eram ajeitados para parecerem vivos no momento da foto. Muitas vezes os olhos eram desenhados.

© Wikipedia Commons

11. Despertadores vivos

Da metade do século 18 até os anos 1950 era comum que algumas pessoas tivessem o trabalho de acordar a vizinhança. Isso era feito com zarabatanas, ou até mesmo batendo com pedaços de pau na janela das pessoas.

via Bright Side.

Comentários
Carregando...