10 sinais que podem indicar que seu companheiro é uma pessoa manipuladora

Todos buscamos relacionamentos amorosos para encontrar um porto seguro, alguém em quem podemos confiar, dar e receber carinho e dividir os problemas e as alegrias da vida. Infelizmente, como sabemos, as coisas nem sempre são um mar de rosas, e não são poucos os casos de pessoas que acabam descobrindo que estão vivendo ao lado de companheiros(as) manipuladores, agressivos e perigosos.

Nessa lista, você vai conferir uma série de comportamentos que podem indicar que o seu príncipe encantado, na verdade, pode estar muito mais próximo de um vilão.

Veja:

1. Monopólio da razão.

Shutterstock

Dentro de um relacionamento, espera-se que ambas as partes tenham momentos e espaços de fala. É vital para qualquer tipo de relação entre duas ou mais pessoas que todas possam expressar suas opiniões e falar sobre o que lhe incomodam.

O problema é que em alguns relacionamentos apenas uma das partes pode falar. De forma agressiva, o(a) companheiro(a) tenta impor a sua razão acima de tudo, e não dá ouvidos ao que o outro quer dizer. Este é um sinal claro de que você está lidando com uma pessoa autoritária, manipuladora e que, ao que tudo indica, não é assim tão confiável.

2. Mania de culpar sempre os outros.

Shutterstock

Pessoas manipuladoras, arrogantes e agressivas tendem a colocar a culpa de todos os seus problemas nos outros, e este comportamento pode ser ainda mais perceptível dentro de uma relação íntima a dois. Por se achar o único dono da razão, uma pessoa com esta personalidade jamais aceitará que pode ter cometido um erro, e tentará sempre colocar a culpa no parceiro.

Este é mais um sinal de que você deve ficar atento(a).

3. Não ouvir os problemas da(o) parceira(o).

Shutterstock

As pessoas manipuladoras tendem a colocar os seus problemas acima de tudo, mas não se preocupam nem um pouco com o que está incomodando os demais. A pessoa com quem você divide a sua vida deveria estar ao seu lado nos momentos difíceis, por isso se o seu companheiro(a) não lhe dá ouvidos para seus problemas, algo definitivamente está errado, e uma boa conversa sobre este comportamento pode resolver.

Caso contrário, repense sobre que tipo de pessoa você realmente quer ao seu lado.

4. Vitimismo.

Shutterstock

Com o intuito de estarem sempre recebendo toda a atenção do mundo, as pessoas manipuladoras tentam estar também sempre como vítimas nas situações. Por isso, abra o olho para pessoas que estão sempre tentando encontrar uma maneira de dizer que estão sofrendo, passando por necessidades ou enfrentando problemas quando, na verdade, estão apenas querendo tirar algum tipo de proveito da situação.

5. Ameaças.

Shutterstock

Outro fator comum dentro do comportamento de uma pessoa manipuladora é o hábito de fazer ameaças, não necessariamente violentas para outras pessoas, mas às vezes até mesmo contra a própria integridade. “Se você for embora, eu não sei o que eu faria comigo mesmo”, “Não sinto mais vontade de viver sem você” e outras frases desta natureza caracterizam muito bem este tipo de comportamento.

Normalmente, ao dizer coisas como essas, a pessoa está apenas tentando lhe colocar em uma posição de culpa, provavelmente para de alguma forma se aproveitar da situação.

6. Distorcer os fatos e tentar fazer sempre com que o outro pareça errado.

Shutterstock

Uma prática comum entre as pessoas manipuladoras é tentar fazer com que o parceiro(a) pense que ele(a) mesmo está ficando louco. Para isso, o manipulador distorce os fatos, faz “cenas” e escândalos até que a outra pessoa acredite que, realmente, pode estar errada.

É importante, por isso, manter-se firme naquilo que se acredita, de forma a evitar cair nestas técnicas de manipulação.

7. Os manipuladores se aproveitam de todas as “brechas”.

Shutterstock

É principalmente nos momentos em que mais precisamos de um ombro amigo ou de alguém para elevar a nossa moral que as pessoas manipuladoras se aproveitam para “tomar conta” da situação. Ao ver o parceiro(a) triste e enfrentando um momento complicado, os manipuladores tentam aproveitar para retomar assuntos antigos e tentar culpar a pessoa por tudo o que não vai bem no relacionamento. Por conta do momento delicado, muitos acabam aceitando esta culpa, por não conseguir rebater as críticas.

8. Pressa na tomada de decisões.

Shutterstock

Pessoas manipuladoras não gostam que suas “vítimas” tenham tempo suficiente para pensar em cada uma de suas decisões. Por isso, quando estão esperando que façam algo para elas, tendem a apressar e a ficar pressionando por uma resposta.

Tenha em mente sempre o que você realmente quer fazer, e não se permita tomar decisões precipitadas apenas pela pressão dos outros. Quem realmente gosta de você deve lhe ajudar a tomar as decisões corretas, e não lhe induzir a fazer o que é melhor para eles.

9. Uso de “truques” para ouvir o que querem.

Shutterstock

Os manipuladores, quando querem descobrir alguma coisa sem necessariamente terem que perguntar de forma direta, acabam criando truques que levam a outra pessoa a responder o que querem. Afirmações que parecem sutis e inocentes, muitas vezes, foram empregadas com o intuito de lhe fazer falar sobre algo em específico.

10. Os manipuladores, muitas vezes, parecem “discos quebrados”.

Os manipuladores, muitas vezes, parecem "discos quebrados"
Shutterstock

Resolver uma questão e “enterrar” um problema com uma pessoa manipuladora, muitas vezes, é extremamente difícil. Na primeira oportunidade, costumam trazer à tona problemas antigas e situações que aparentemente já estavam resolvidas. Não raramente essas pessoas também acabam utilizando esses temas para deixar seu companheiro(a) em uma situação delicada, de culpa e pensando em se desculpar novamente por algo que já deveria ter sido deixado no passado.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.