10 possíveis paradeiros para a misteriosa Arca da Aliança

A história contada na Bíblia nos traz uma série de mistérios e contos fantásticos, em que a realidade se mistura com a metáfora. Em meio a essas histórias, está a da Arca da Aliança, que para muitos cristãos é um objeto verdadeiro, onde foram guardadas as tábuas dos Dez Mandamentos. Segundo a Bíblia, o profeta Jeremias teria escondido a arca no Monte Nebo.

Se a arca realmente existe ou não, talvez seja algo que nunca vamos descobrir. Fato é que, independentemente disso, são muitas as teorias que já surgiram tentando explicar a localização da arca, algumas das quais você vai conhecer logo abaixo:

1. Capela de Rosslyn, na Escócia.

WikiCommons

Muitos pesquisadores afirmam que a Capela de Rosslyn, na Escócia, poderia ser o paradeiro de descanso da Arca da Aliança, bem como do Santo Graal. Essa ligação vem principalmente do fato de que a capela foi desenhada, no século 15, com base na arquitetura do Templo de Salomão, onde a arca foi originalmente armazenada.

2. Monte Tsurugi, no Japão.

WikiCommons

Tratando-se de uma lenda do cristianismo, talvez você não esperasse uma localidade no Japão. No entanto, o monte Tsurugi é cogitado como um dos possíveis paradeiros da arca por conta das similaridades entre uma série de contos japoneses e a própria história da Bíblia. Analisando os textos, o japonês Masanori Takane concluiu que a arca deveria estar escondida no monte. Infelizmente para ele, suas escavações não resultaram em nada

3. Templo de Edfu, Egito.

WikiCommons

O templo de Edfu, localizado no Egito, foi construído em homenagem a Hórus, Deus dos Céus e protetor dos faraós do antigo Egito. No entanto, uma pintura encontrada na parede do templo mostra a imagem de duas aves carregando uma grande arca, que para alguns pesquisadores poderia se tratar da Arca da Aliança. Isso é suficiente para que muitos associem o local ao tesouro perdido da religião cristã.

4. Antáquia, Turquia.

WikiCommons

Esta cidade é associada, por alguns historiadores antigos, à localidade de ‘Antioch’, de onde as lendas diziam que um profeta islâmico surgiria carregando a Arca da Aliança, trazendo o fim do mundo. Antioch era uma antiga cidade grega, cujas ruínas hoje repousam em território turco, na cidade moderna de Antáquia.

5. Localidade dos Pergaminhos do Mar Morto.

WikiCommons

Em 1947, em território pertencente à Cisjordânia, um grupo de pastores encontrou cerca de 900 pergaminhos, que hoje conhecemos como “os pergaminhos do Mar Morto”. A descoberta foi incrível como um todo, mas as coisas ficaram ainda mais interessantes quando um desses pergaminhos em específico, chamado de “pergaminho de bronze”, foi descoberto em uma região repleta de ouro e outros tesouros. A relação com o tesouro religioso se dá pelo fato de que, para a maioria dos historiadores, o único local do Oriente Médio que podia ter armazenado tantos tesouros assim era o Templo de Jerusalém.

6. Catedral de Notre-Dame de Chartres.

WikiCommons

A Catedral de Chartres, na França, é visitada por milhares de turistas todos os anos, mas poucos sabem que, para alguns entusiastas de mistérios históricos, a Arca da Aliança pode estar lá dentro.

A lenda surgiu a partir da descoberta de um pilar, no interior da Catedral, que mostra os Cavaleiros Templários carregando um tipo de baú em um veículo com rodas. De acordo com as lendas católicas, os templários teriam encontrado a Arca da Aliança em 1118, enquanto cavavam nas redondezas do Templo de Jerusalém. Por isso, para muitos, a arca pode estar repousando em algum lugar no interior do templo.

7. Zimbábue / Norte da África.

Reprodução

No Zimbábue e em algumas regiões do norte da África, há uma tribo extremamente antiga, cuja cultura não se parece em nada com a de seus vizinhos africanos. Eles, por exemplo, não comem de carne de porco, usam um tipo específico de touca e gravam a imagem da Estrela de Davi em suas lápides. Estamos falando do povo Lembra.

Esta cultura, extremamente parecida com a judaica, chama a atenção dos pesquisadores. O curioso é que há relatos de que um famoso artefato religioso esteve em poder deste povo, chamado de ‘ngoma lungundu’, que se pode ser traduzido como “o tambor causa trovões”. A crença deste povo afirma que esta é uma réplica feita a partir da Arca da Aliança, 700 anos atrás. Resultados genéticos sugerem que o clã sacerdotal dos Lemba, o Buba, poderia ter alguma relação com os Kohanim, o clã sacerdotal judeu, o que apoia a lenda de que este povo foi originado a partir de sete judeus que deixaram Israel há 2500 anos.

8. Monte Nebo, Jordânia.

WikiCommons

Como dissemos na introdução desta lista, o Monte Nebo foi o local onde o profeta Jeremias escondeu a Arca, seguindo ordens de Deus. O Monte tem várias outras passagens importantes na Bíblia, já que trata-se do local onde Moisés supostamente fora enterrado, e também o ponto de onde o mesmo teria avistado a Terra Prometida.

9. Igreja de Santa Maria de Sião.

WikiCommons

Os fiéis da Igreja de Santa Maria de Sião, na Etiópia, garantem que a Arca da Aliança está no interior da igreja, mas dizem que absolutamente ninguém pode vê-la.

De acordo com as lendas, Menelik, filho de Salomão e da rainha de Sabá, visitou seu pai em Jerusalém e no caminho de volta para casa descobriu que a Arca havia sido roubada por um grupo de homens que o haviam acompanhado na viagem. A história conta então que o paradeiro da Arca, por mais de 3000 anos, foi a Etiópia, onde de tempos em tempos é designado um monge virgem para dedicar a sua vida à proteção do tesouro.

10. Monte do Templo

WikiCommons

Este templo, na Antiga Cidade de Jerusalém, está localizada logo acima daquele que muitos acreditam ser o antigo local do Templo de Salomão, que para os religiosos foi a primeira “casa” da Arca. Para os que acreditam que a arca ainda está lá, a ideia é que, durante a invasão dos romanos, a Arca permaneceu escondida em uma sala secreta do templo, que nunca chegou a ser acessada pelos romanos. Por isso, uma das teorias sobre o paradeiro deste misterioso tesouro afirma que ele poderia estar escondido nas profundezas de onde hoje repousa o Monte do Templo.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.