10 padrões de beleza aterrorizantes que eram usados no passado

Cada época e cada nação sempre tiveram suas próprias tendências de moda e padrões de beleza. Às vezes, as mulheres tinham que sacrificar sua saúde, aparência e até mesmo viver para atender a esses padrões. Além disso, costumes diferentes terríveis e estranhos costumavam ser normais para meninas e mulheres da moda do passado.

Assim sendo, vale a pena conferir 10 padrões de beleza aterrorizantes que eram usados no passado, a fim de provar que, sim, pode haver muita coisa perigosa que fazemos hoje em dia sem sequer ter conhecimento:

10 – Tinturas de cabelo perigosas

No século 19, mulheres já usavam corantes capilares perigosos. Esses corantes continham nitrato de prata tóxico ou chumbo que afetava sua pele, cabelos e pulmões. E, ainda por cima, os resultados eram imprevisíveis. Por exemplo, em vez de preto, o cabelo poderia ficar verde.

9 – Cremes com cianeto e mercúrio

Os cremes e loções para remoção de sardas e espinhas continham grandes quantidades de cianeto e mercúrio que funcionavam bem com a pigmentação indesejada. O uso consistente desses cremes fez com que o corpo acumulasse mercúrio e encurtasse a vida das mulheres, causando envenenamento por mercúrio.

Cloreto de mercúrio (II), uma substância realmente tóxica que afeta o sistema nervoso central, era usado para tornar a pele mais lisa e curar a sífilis.

8 – Blush de cinábrio

O cinábrio é um mineral associado à recentes atividades vulcânicas. Refere-se à forma comum de escarlate brilhante do sulfeto de mercúrio (II) e era usado para produzir blush. Foi usado até mesmo no Japão e na China antiga e mais tarde serviu como tintura de cabelo.

Como outros compostos de mercúrio, o cinábrio é extremamente tóxico e apenas a inalação de seus vapores pode causar intoxicação grave.

7 – Tênias para se livrar do excesso de peso

Mulheres não costumavam se exercitar e seguir dietas rigorosas, elas só precisavam tomar pílulas com ovos de tênia – elas realmente faziam isso e perdiam peso. Mas claramente, o preço era muito alto: mais tarde elas percebiam vários problemas de saúde: náusea, anemia, enfraquecimento do sistema imunológico, fadiga e dores de cabeça.

6 – Vestidos de flanela

Durante a era vitoriana, vestidos de flanela, camisas e pijamas eram extremamente populares. Mas, infelizmente, nem todas as pessoas podiam pagar por eles. Esse tecido caro era substituído por um barato que era muito inflamável. Uma pessoa com uma veste dessas, ao segurar uma vela, com o mínimo descuido poderia se ferir ou até mesmo morrer.

5 – Afiamento dos dentes

Cada país tem seus próprios padrões de beleza. Na Indonésia, as mulheres costumavam afiar os dentes para que parecessem dentes de tubarão. E, inversamente, buscava-se deixar seus dentes caninos menos pontudos. O processo de afiação é bastante doloroso e perigoso, pois diferentes bactérias poderiam entrar facilmente no corpo através do esmalte danificado.

4 – Decoração dentária

Cerca de 2.000 anos atrás, antigos maias costumavam decorar seus dentes com ouro e pedras preciosas. Os dentes eram perfurados com pequenos orifícios para que pedaços de jade ou ouro pudessem ser inseridos. No Egito Antigo, havia uma tecnologia muito similar. Esses acessórios simbolizavam a riqueza e o alto status de uma pessoa.

3 – Deformação craniana

Essa é mais um ritual de beleza estranho dos tempos antigos. Uma cabeça alongada parecida com um ovo era considerada bonita. Arqueólogos encontraram esses crânios em todos os lugares: da América do Sul ao Oriente Médio. Aparentemente, os antigos costumavam remodelar a forma de seus crânios desde a infância: cabeças de crianças eram firmemente atadas com bandagens ou tábuas de madeira. Essas técnicas levavam a efeitos realmente terríveis no cérebro e crianças muitas vezes morriam com essa prática.

2 – Prender os seios

Os padrões de beleza da idade média alegavam que as mulheres deveriam ter seios pequenos devido à influência do cristianismo. Os corpos das mulheres tinham que ser não-sexuais: quadris finos, seios achatados, mãos e pés pequenos e lábios finos. Para alcançar esses resultados, as meninas costumavam prender seus seios desde a infância, tanto que suas glândulas mamárias paravam de se desenvolver.

1 – Gravidez

Na idade média, o culto a Maria tornou a gravidez junto com os seios flácidos populares. Para estar na moda, uma mulher tinha que estar grávida ou usar uma barriga falsa especial. No entanto, dar à luz várias vezes ou usar uma barriga falsa afetava a coluna e era muito desgastante e prejudicial à saúde das mulheres.

Bizarro, não? Agora, conte pra gente nos comentários: qual padrão moderno de beleza você considera igualmente ou mais estranho do que estes no passado?

[Bright Side]

Comentários
Carregando...