10 mistérios antigos que até hoje não foram explicados

O mundo está repleto de mistérios e isso não é surpresa para ninguém. Afinal de contas, a civilização humana vem se desenvolvendo ao longo de milhares de anos, e muitas histórias foram passando de geração em geração, o que obviamente causa uma série de “ruídos” na comunicação.

Nessa lista, você vai conferir alguns dos mistérios mais curiosos da história, que até hoje permanecem sem respostas.

1. Rei Arthur realmente existiu?

Pixabay

A história de Rei Arthur já foi contada várias vezes em numerosos livros, filmes e demais produções artísticas. No entanto, não se sabe exatamente se esta figura histórica realmente existiu. O fato é que, se em algum momento ele existiu, sua história certamente não foi tão mágica quanto contam os livros.

Há várias localidades no Reino Unido que são relacionadas à história do Rei Arthur, como Tintagel, que supostamente teria sido a sua casa no passado. Mas as escavações realizadas por lá não foram suficientes para provar se ele realmente existiu. Até o momento, ninguém sabe se Rei Arthur foi um homem de verdade ou se é apenas uma criação literária.

2. Quem foi Jack, o Estripador?

Flickr

Entre os assassinos mais famosos de todos os tempos, com certeza Jack, o Estripador, tem um lugar garantido. Em 1888, este serial killer matou pelo menos cinco mulheres em Londres, mutilando seus corpos. Várias cartas foram enviadas para as autoridades britânicas, supostamente escritas pelo assassino. Normalmente essas cartas brincavam com os policiais, com enigmas e ameaças de novos ataques. O próprio nome “Jack, o Estripador”, vem da forma como algumas dessas cartas foram assinadas.

Mas Jack nunca foi capturado. E ainda que exista uma lista possíveis suspeitos, ninguém até hoje sabe quem era o assassino.

3. Onde está a tumba de Cleópatra?

Pixabay

Documentos escritos no passado dão conta de que Cleópatra e seu amante, Marco Antônio, foram enterrados juntos em 30 a.C. O escritor Plutarco, em sua obra, diz que a tumba estava localizadas nas proximidades de um templo de Isis, uma deusa egípcia. Mas a localização exata da tumba continua como um grande mistério.

Em 2010, Zahi Hawass, ex-ministro de Antiguidades do Egito, conduziu várias escavações em um local próximo a Alexandria, que atualmente é chamado de Taposiris Magna. A região é conhecida por conta várias tumbas datadas da era em que Cleópatra reinou no Egito. No entanto, ainda que várias descobertas arqueológicas tenham sido feitas por lá, não foi encontrado nenhum vestígio dos restos mortais de Cleópatra.

4. Quem matou John F. Kennedy?

Flickr

Este talvez seja um dos principais mistérios da história dos Estados Unidos. Em 22 de novembro de 1963, o então presidente John F. Kennedy foi assassinado em Dallas, supostamente por Lee Harvey Oswald. Em 24 de novembro de 1963, antes de Oswald ser levado a julgamento, ele também foi assassinado, depois de ser atingido por disparos feitos por Jack Ruby, que morreu de câncer em 3 de janeiro de 1967.

A explicação mais aceita é que Oswald matou JFK por conta própria, e que Ruby teria matado o assassino para poupar a primeira-dama do “desgosto” de se encontrar com ele no julgamento. Porém, há um número significativo de historiadores que não concordam com essa explicação. Desde a morte do presidente americano, várias teorias mirabolantes já foram feitas, e nunca se chegou a um consenso total.

5. Cesarião era, realmente, filho de César?

Flickr

Em 47 a.C, Cleópatra teve um filho chamado Cesarião, que ela dizia ser fruto de seu relacionamento com Júlio César. No entanto, não se sabe até hoje se isso é verdade. César nunca admitiu que o filho era dele, e um de seus amigos, Gaius Oppius, inclusive escreveu um panfleto negando a paternidade.

Cleópatra morreu após suicidar-se na sequência da derrota de Marco Antônio em 30 a.C, e Cesarião foi morto pouco tempo depois disso. Sem que tenham sido encontrados quaisquer restos mortais de Julio Cesar e Cesarião, é muito difícil comprovar a paternidade.

6. Existe algum tesouro escondido em Oak Island?

Flickr

Por mais de dois séculos, várias histórias rodaram o mundo sobre os supostos tesouros de Oak Island, uma ilha localizada na região de Nova Scotia, no Canadá. Supostamente, objetos muito valiosos foram escondidos por lá pelo antigo pirata William Kidd (1645-1701). Diversas expedições e escavações privadas já foram feitas no local, mas até agora nenhum tesouro de verdade foi encontrado.

No entanto, existe na ilha um misterioso buraco, repleto de camadas e níveis diferentes, cada um protegido por algum tipo de material. A existência deste poço atiça ainda mais a curiosidade dos exploradores, mas ate então, nada de valor foi encontrado.

7. O destino da Arca da Aliança.

Reprodução

Em 587 a.C, um exército da Babilônia, liderado por Nabucodonosor II, conquistou Jerusalem, saqueando a cidade e destruindo importantes templos da região. Um dos templos atacados guardava a famosa Arca da Aliança, que carregava as tábuas com os 10 mandamentos.

O destino da arca é incerto e misterioso até hoje. Algumas fontes antigas dizem que ela foi levada para a Babilônia, enquanto outros historiadores dizem que ela provavelmente foi destruída durante os saques. E para os mais religiosos, a arca desapareceu de alguma forma divina, e não será encontrada novamente até que um novo messias apareça.

8. Os jardins suspensos da Babilônia realmente existiram?

Wikicommons

Várias obras antigas descrevem uma série de jardins construídos na antiga cidade da Babilônia, que ficava onde hoje fica o Iraque. Não se sabe exatamente quando os jardins suspenso foram construídos, mas eles supostamente eram muito bonitos – fato que faz com que sejam considerados parte das “maravilhas do mundo antigo”.

Até os dias de hoje, centenas de arqueólogos já escavaram a região onde ficava a cidade da Babilônia em busca de qualquer tipo de vestígio do jardim. No entanto, absolutamente nada fora encontrado. Isso deixa os especialistas com uma pergunta entalada: Será que eles realmente existiram?

Talvez a resposta nunca chegue até nós.

9. Atlântida: Lenda ou verdade?

Pixabay

No século IV a.C, o filósofo grego Platão escreveu uma história sobre uma ilha chamada ‘Atlântida’, que teria existido supostamente no Oceano Atlântico. Seu povo, diz a história, teria conquistado grande parte da Europa e da África em épocas pré-históricas. A lenda diz que os atenienses pré-históricos guerrearam com o povo da ilha, até que ela fosse totalmente varrida pelas ondas e engolida pelo oceano.

Ainda que nenhum historiador realmente acredite nessa lenda, algumas pessoas especulam que, em partes, Atlântida pode ter sido fruto de uma inspiração provocada por eventos reais. Uma possibilidade é que a civilização Minoica, que floresceu na Ilha de Creta até 1400 a.C, possa ter inspirado a história de Atlântida.

Mas ninguém sabe realmente de onde Platão tirou essa ideia.

10. Onde está o Santo Graal?

Flickr

O Santo Graal é o cálice em que Jesus Cristo supostamente bebeu em sua última ceia com seus discípulos, antes da sua crucificação. No entanto, o objeto nunca foi encontrado, e provavelmente nunca será. Durante a Idade Média, o interesse no Santo Graal foi muito intenso, e ele é bastante popular em filmes e histórias de ficção, como algumas histórias de Indiana Jones, por exemplo.

Mas, na realidade, nós não temos motivo nenhum para acreditar que este objeto realmente existiu.


Com informações do ‘LiveScience‘.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.