10 coisas super bizarras usadas no dia-a-dia no passado. A cocaína era algo normal na época

Como você acha que seria a vida das pessoas na atualidade, se a cocaína fosse vendida nas farmácias ao redor do mundo? Parece terrível, mas a um par de anos atrás era legalizada em alguns países, e era inclusive vendida nesses lugares; se vendia sem prescrição médica, e a davam as crianças como sedativos (bizarro). E assim como essa substância, há outras coisas que eram vendidas com total normalidade…

Se as vendessem hoje em dia, seria uma loucura.

1. Enviar crianças por correio

 

Parece piada, mas foi uma realidade da época. No começo do século XX, os estadunidenses enviavam seus filhos por correio aos seus familiares, de um lugar ao outro, sem preocupação. O serviço custava aproximadamente 15 centavos de dólar.

2. Jardim de eremitas

 

As pessoas ricas do passado tinham gostos bem particulares. Alguns gostavam de fazer as pessoas sofrerem e, durante o século XVIII, era normal ter um eremita pessoal, vivendo no jardim.

Sim, viviam no jardim e lhes proibiam de tomar banho e cortar as unhas e o cabelo. O desejo de ter a essas pessoas era a “decoração” que davam aos seus jardins: eram mostrados com orgulho aos convidados.

3. Duvidosos métodos de tratamento

Não faz muitos anos que os médicos faziam experiências com humanos sem serem julgados por isso. Se diz que cortavam a língua das pessoas que eram gagas, faziam lobotomias e tratamentos com descargas elétricas.

E se sabe que o cirurgião da foto, Lewis Sayre, fez muitas operações com resultados letais.

4. Zoológicos humanos

 

A foto que você vê acima mostra um zoológico belga que existia em 1958. O objetivo de expor pessoas era uma “prova” de que a teoria de Darwin era real. Estes zoológicos exibiam pessoas da Ásia e da África.

5. Tratamento com cocaína

 

Há 100 anos, as pessoas não pensavam que isso seria danoso para a saúde, pelo contrário; os pais a davam aos seus filhos como sedativos, e também se podia conseguir sem prescrição médica.

6. Caixas para bebês nas janelas

Em 1930, os ingleses costumavam fabricar pequenas caixas – que pareciam jaulas – para seus bebês.

Enquanto as mães realizavam o trabalho doméstico, deixavam seus bebês nestas caixas que ficavam nas janelas, para que se divertissem olhando para fora e tomassem ar fresco.

Uma das coisas mais inseguras que já vi na minha vida.

7. Brinquedos radioativos

 

Na década de 1950, a radiação era vista como algo bastante seguro; tanto que existiam brinquedos “atômicos”, como este mini laboratório que era bastante popular entre as crianças da época.

8. Excursões divertidas para conhecer pacientes psiquiátricos

 

Os pacientes de hospitais psiquiátricos sofriam muito no passado. Não eram alimentados ainda que seus familiares pagassem para mantê-los nesses recintos e ainda faziam uma coisa super bizarra: ocupavam os hospitais como se fossem excursões, para que as pessoas visitassem os doentes, pagando grandes quantidades de dinheiro. Para que pagavam tanto? Podiam observá-los e golpeá-los…

Isso sim é algo sádico e doente, e aconteceu em alguns países da Europa.

9. Coleção de corpos humanos

 

A alguns anos, os soldados que serviam nas guerras guardavam os crânios de seus inimigos. Na foto acima, um soldado da Segunda Guerra Mundial tirou a cabeça de um soldado japonês e levou para casa com ele.

10. Fumar durante a gravidez sob prescrição médica

 

Os fumantes hoje em dia têm bastante restrições, mas há 70 anos, era algo muito livre e comum. Por exemplo, podia-se fumar em aviões, ônibus e na escola, além disso, as mulheres que tinham acabado de dar a luz podiam fumar dentro dos hospitais.

Você já sabia de algum desses fatos?

Comentários
Carregando...