10 coisas que você provavelmente não sabia que são radioativas

Você já deve estar cansado de saber as coisas óbvias que produzem radiação: usinas nucleares, microondas, bombas atômicas, e certas partes da Ucrânia. No entanto, é com as coisas menos óbvias que você tem que tomar mais cuidado.

1. Castanha-do-pará

Mistérios do Mundo

Um alimento comum e aparentemente inocente que é conhecido por sua alta taxa de radiação. Não se preocupe se for comer apenas uma pequena quantidade. O perigo é exagerar. Acontece que as raízes das árvores que produzem o fruto crescem tão profundamente no solo que acabam absorvendo grandes quantidades de rádio, fonte natural de radiação.

9. Grand Central Station

Mistérios do Mundo

Se for visitar Nova York, pense duas vezes antes de pegar um trem em uma das maiores estações ferroviárias do planeta. A Grand Central Station possui níveis de radiação superiores aos que as usinas nucleares são autorizadas a emitir, pois sua estrutura foi construída com granito, uma pedra que pode deter a radiação natural.

8. Cidades altas

Mistérios do Mundo

É sabido que quanto mais alta a altitude, mais exposição a formas de radiação cósmica se recebe. Isso acontece porque a camada atmosférica que protege o planeta fica mais fina conforme a altitude sobe, oferencendo menos proteção. Portanto, cidades altas tendem a receber mais radiação do que cidades baixas. Denver, nos EUA, por exemplo, é atingida por duas vezes mais radiação do que cidades costeiras norte-americanas.

7. Placas de saída

Mistérios do Mundo

Essas placas tão comuns em lugares públicos obviamente não funcionam com eletricidade, portanto precisam gerar luz a partir de alguma fonte. E essa energia é gerada através de amostras de um isótopo radioativo de hidrogênio, o trítio, no interior da placa. Se a placa for quebrada, o isótopo pode escapar e contaminar todo o local.

6. Caixa de areia de gatos

Mistérios do Mundo

Um dos principais componentes da famosa areia para os gatos é a argila bentonítica, um tipo de argila ótimo para absorver fezes e urina, mas perigosa por conter vestígios naturais de urânio e tório.

5. Bananas

Mistérios do Mundo

A banana, como a castanha-do-pará, é outro alimento naturalmente radioativo. Isso acontece por causa do código genético da fruta. Isso não significa que você deve cortá-las de sua dieta – elas não oferecem perigo algum a menos que você queira comer milhões de bananas de uma vez.

4. Bancada de granito

Mistérios do Mundo

Se sua pia é de granito, há uma chance de que boa parte de sua comida seja submetida à radiação. É o mesmo caso do granito da Grand Central Station.

3. Cigarro

Mistérios do Mundo

A maioria dos cigarros possui elementos radioativos, como polônio-210 e chumbo-210. Esses elementos são liberados no ar em forma de vapor quando o cigarro é aceso e inalado, representando também perigo para fumantes passivos. Em pessoas que fumam durante vários anos, o cigarro está ligado ao aumento da incidência de câncer justamente por isso.

2. Cerâmica e vidro velhos

Mistérios do Mundo

Objetos de cerâmica criados antes dos anos 60, principalmente os laranjas ou vermelhos, possuem altas taxas de urânio. Isso aconteceu porque eles eram misturados em um esmalte que dava as peças sua cor de destaque. O mesmo vale para vidros antigos de cor bem esverdeada. Nunca beba ou coma nada a partir desses objetos.

1. Revistas com páginas brilhantes

Mistérios do Mundo

Muitas editoras imprimem suas revistas em papel brilhante para chamar mais a atenção, mas essa aparência de destaque tem um custo alto: ela requer que as folhas sejam cobertas com caulim, um tipo de argila branca. Como a areia dos gatos, essa argila pode deter elementos radioativos como urânio e tório. [Listverse]

Comentários
Carregando...