10 coisas bizarras que foram surpreendentemente roubadas

Itens como carros e celulares são os mais visados pela maioria dos ladrões. No entanto, de vez em quando, alguns voltam sua atenção para itens que são muito mais famosos, caros ou simplesmente inusitados. Aqui estão 10 itens que você vai se surpreender ao saber foram roubados por ladrões no mínimo ousados.

1 – Violino de 3,5 milhões de dólares

Mistérios do Mundo

Os violinos Stradivarius são uns dos instrumentos musicais mais caros de todos. Em 1995, um exemplar avaliado em $ 3,5 milhões foi roubado de seu proprietário. É improvável que um instrumento como esse fosse revendido, mas ninguém descobriu exatamente o que aconteceu com ele ou por que!

2 – Tampas de bueiro

Mistérios do Mundo

Alguns anos atrás, Los Angeles ganhou destaque nos EUA com o desaparecimento de centenas de tampas de bueiro. As peças eram pesadas e difíceis de serem transportadas sem ninguém ver. Felizmente, os ladrões foram capturados em 1990, e descobriram que eles vendiam as tampas como sucata.

3 – Sino gigante

Mistérios do Mundo

Esse sino gigante de mais de 1 tonelada estava abrigado no monastério budista no estado de Washington, EUA, e foi roubado bem debaixo do nariz dos monges. Como eles conseguiram roubar algo tão grande e pesado, sem alertar os monges ao forte som que o instrumento fazia, é um mistério. O ladrão foi pego vários anos mais tarde, depois de tentar vender o sino como sucata.

4 – O Grito

Mistérios do Mundo

Roubos de quadros valiosos não são apenas coisas de cinema. Esta é uma das pinturas mais famosas e valiosas do mundo, e foi roubada do Museu Munch, na Noruega, em 2004. O icônico quadro permaneceu desaparecido por mais de dois anos.

5 – Sapatos de Dorothy

Mistérios do Mundo

O Mágico de Oz é um ícone da cinematografia, e os sapatos vermelhos de Dorothy se tornaram um dos pares mais valiosos do mundo, e foram roubados em 2005. Ninguém até hoje sabe quem ou como.

6 – Monalisa

Mistérios do Mundo

Nem o quadro mais famoso do mundo se manteve ileso de ladrões. O quadro foi roubado do Louvre em 1911. Na verdade, o seu desaparecimento não foi notado até o dia seguinte. Acontece que um homem que foi contratado para fazer caixas de vidro para as pinturas se escondeu no museu durante a noite, antes de fugir com o quadro. Ele acabou sendo capturado, e a pintura foi devolvida ao seu legítimo lugar dois anos depois.

7 – Um tubarão vivo

Mistérios do Mundo

Se você pensa que era possível apenas roubar objetos mortos ou inanimados, você está errado. Em 2008, um casal inglês informou que um tubarão vivo e raro no valor de £ 2.500 tinha sido roubado de um tanque em seu galpão. O tubarão vivia em um centro de esportes aquáticos, que possuía um par destes tubarões que seriam utilizados para a reprodução. Infelizmente, este era o único par no país, de modo que o casal não foi capaz de produzir mais descendentes.

8 – Esqueletos de dinossauro

Mistérios do Mundo

De nenhuma maneira esqueletos de dinossauros possuem um tamanho insignificante, o que torna ainda mais surpreendente quando um é roubado. No entanto, o prolífico ladrão de dinossauros Eric Prokopi roubou vários esqueletos na Mongólia. Quando ele foi capturado, foi condenado à prisão e os esqueletos foram devolvidos para o país. Basta imaginar o problema que deve ter sido passar pela alfândega com os esqueletos, mesmo que desmontados.

9 – Ponte de 10 toneladas

Mistérios do Mundo

Alguns ladrões muito astutos na República Checa conseguiram forjar alguns documentos que declaravam que uma ponte de aço medindo quase 200 metros de comprimento e pesando 10 toneladas tinha que ser removida. Eles não foram questionados, e então começaram a desmontar a ponte, que provavelmente foi vendida como sucata. No momento em que as autoridades perceberam o que tinha acontecido, já era tarde demais e eles tiveram que reiniciar a construção da ponte a partir do zero!

10 – O Empire State Building

Mistérios do Mundo

É isso mesmo – o Empire State Building, em Nova York, foi roubado pelo jornal New York Daily News. No entanto, ele não desapareceu no sentido tradicional do termo. Em vez disso, “ladrões honestos” forjaram um grande número de documentos, selos e nomes, para transferir a propriedade do edifício. Era um esquema incrivelmente inteligente, que foi criado com o propósito de expor uma brecha no sistema. Uma vez que a brecha foi provada, o edifício foi devolvido à sua legítima posse no dia seguinte. [TheMost10]

Comentários
Carregando...