10 celebridades que foram corajosas o bastante para compartilhar seus problemas psicológicos

A saúde mental tem sido descrita como uma “epidemia de lento crescimento” e o número de pessoas que lidam com ela aumentou 10% nos últimos 10 anos. O pior de tudo é que ela não discrimina ninguém – qualquer um pode ser afetado por uma desordem. E muitas celebridades, surpreendentemente, sofreram e continuam na luta contra problemas psicológicos.

Compilamos 10 celebridades que foram corajosas o bastante para compartilhar seus problemas psicológicos com o mundo. Conheça suas histórias a seguir:

10 – Brad Pitt

Este ator famoso confessou que houve um período sombrio em sua vida no final dos anos 90. “Eu estava me escondendo desse negócio de celebridade. Eu vivia sentado no sofá e cada vez mais estava me transformando em um “donut”. Fiquei realmente irritado comigo mesmo”.

Sua vida mudou depois de uma viagem a Casablanca, no Marrocos. Ele tomou a decisão de sair do sofá e fazer algo com sua vida depois de ver como a vida era por lá. “Eu vi a pobreza ao extremo, que eu nunca havia testemunhado antes, e conversamos sobre desigualdade e assistência médica, e vi que o que eu sentia era tão desnecessário. As pessoas tinham que sobreviver nessas circunstâncias – crianças infligidas com muitas deformidades e coisas que poderiam ter sido evitadas haviam se tornado sentenças de prisão perpétua. Isso ficou comigo”.

9 – Lady Gaga

É extremamente difícil imaginar que uma cantora tão energética como Lady Gaga possa sofrer de doença mental. Mas parece que a autoimagem às vezes pode ser uma cobertura para uma pessoa vulnerável, como qualquer outra. Em seu discurso no SAG-AFTRA Awards, ela levantou uma questão muito importante sobre saúde mental e revelou que precisa lidar com estresse pós-traumático (TEPT) e com a dissociação.

Ela costumava dizer “sim” a todas as oportunidades de trabalho e, ao fazer isso, “desligava” sua voz interior. “Comecei a notar que eu olhava para algum lugar e apagava por segundos ou minutos. Eu via flashes de coisas pelas quais fui atormentada, experiências que foram arquivadas. Essas “condições” depois se transformaram em dor física crônica, fibromialgia, ataques de pânico, respostas fortes ao trauma e espirais mentais debilitantes que incluíam ideias suicidas e comportamento masoquista”.

8 – Selena Gomez

Selena Gomez sem dúvida inspirou muitas pessoas. Tendo lúpus, ela continua a viver uma vida plena, apesar de ter precisado de um transplante de rim devido às complicações desta doença autoimune crônica. Em sua entrevista com Harper’s Bazaar, a cantora disse que também teve muitos problemas com depressão e ansiedade.

“Não é algo que eu sinto que vou superar. Eu acho que é uma batalha que eu vou ter que enfrentar pelo resto da minha vida, mas estou bem com isso porque eu sei que estou escolhendo a mim mesma sobre qualquer outra coisa”.

7 – Kesha

Em uma de suas entrevistas, Kesha fala sobre como ela foi criada por uma mãe que desconhecia as normas sociais. A cantora também fala sobre o bullying em sua infância e adolescência por ter coisas que a tornaram única e como isso afeta sua vida hoje. “Eu sei por experiência pessoal como os comentários podem atrapalhar a autoconfiança e a autoestima de alguém. Eu me sentia muito pouco amável depois de ler as palavras cruéis escritas por estranhos que não sabiam nada sobre mim”.

Para lidar com seu problema, Kesha teve que mudar seu relacionamento com as mídias sociais. “Eu adoro isso porque é como eu me comunico com meus fãs – e nada significa mais para mim do que meus fãs – mas o excesso pode exacerbar minha ansiedade e depressão”.

6 – Ryan Tedder

Em 2017, Ryan Tedder, vocalista do OneRepublic, fez um post honesto no Facebook. Ele queria explicar aos seus fãs por que houve uma longa pausa da banda. “Eu (Ryan) atingi uma parede física, emocional e psicológica. Eu estava à beira de um colapso nervoso, não dormindo, a base de remédios, infeliz, ansioso em um nível incapacitante e tudo isso desencadeado por pura exaustão”.

Ryan queria parar e deu um passo em relação a isso: “Liguei para o meu gerente e disse, tire da tomada”. Mas, felizmente para os fãs, essa decisão não foi um “tirar da tomada”. No mesmo post, o cantor escreveu “Nós vamos”, significando o fato de que eles não desistiriam e continuariam dando shows.

5 – Gwyneth Paltrow

Gwyneth Paltrow é mãe de 2 filhos. E ela revela que teve dificuldades quando seu segundo filho nasceu. Ela passou por depressão pós-parto e não era algo que ela esperava. “Eu achava que depressão pós-parto significava ‘apenas’ chorar todos os dias e se sentir incapaz de cuidar de uma criança”.

Mas para ela, foi o período mais dolorosamente debilitante de sua vida. “Eu me sentia como um zumbi. Eu não conseguia acessar meu coração. Não conseguia acessar minhas emoções. Eu não conseguia me conectar. Foi terrível”. Ela admite que reconhecer o problema foi a parte mais difícil, e foi quando sua recuperação começou.

4 – Adele

Gwyneth Paltrow não é a única que teve que enfrentar a depressão pós-parto. Adele também sabe como é passar por isso. Em sua entrevista para a Vanity Fair, ela admite que sempre foi multo vulnerável a depressão. Segundo as palavras dela, começou quando o avô dela morreu. “Apesar de eu nunca ter tido um pensamento suicida, eu fiz terapia. E muita”.

Ela revela que a depressão pós-parto se tornou algo bastante desafiador. “Eu não falava com ninguém sobre isso. Eu vivia relutante. Meus amigos que não tinham filhos ficavam aborrecidos comigo”.

3 – Ariana Grande

Em 2017, Ariana Grande fez um show no Manchester Arena. No final, ocorreu um incidente. Foi quando Ariana teve que lidar com os sintomas do transtorno de estresse pós-traumático.

Ela disse que sempre teve ansiedade. “Eu nunca falei sobre isso porque achei que todos tinham, mas quando cheguei em casa da turnê, foi o mais grave que eu já experienciei”.

2 – Justin Bieber

Em 2016, Justin Bieber fez um post no Instagram com um anúncio sobre o cancelamento de seu encontro com os fãs. Ele explicou que gostava de ter reuniões com pessoas incríveis, mas acabou se sentindo muito esgotado e infeliz depois de lidar com a energia do público. “Quero fazer as pessoas sorrirem e felizes, mas não às minhas custas. Eu sempre saio me sentindo mentalmente e emocionalmente exausto ao ponto da depressão”.

Em uma entrevista, ele também diz que as pessoas acabam vendo apenas o glamour e as coisas incríveis. Mas “você fica solitário, sabe, quando está na estrada. Esta vida pode realmente te destruir”.

1 – Princesa Diana

Infelizmente, a depressão pode afetar qualquer pessoa. Mesmo se você é uma princesa, isso não significa que você está isento de problemas psicológicos. Em uma entrevista gravada em 1995, a princesa Diana falou sobre sua depressão e subsequente bulimia depois de dar à luz o príncipe William. “Eu acordava de manhã sentindo que não queria sair da cama, se sentia incompreendida e muito, muito mal”.

Ela queria ajuda, mas recebeu o rótulo de “Diana instável e mentalmente desequilibrada”. “Eu não gostava de mim mesma e ficava envergonhada porque não conseguia lidar com as pressões”.

Se você já passou ou ainda passa por uma situação semelhante, não hesite em buscar ajuda: afinal, um problema de ordem mental pode acontecer com qualquer um, pois assim como outros órgãos, como o coração ou os rins por exemplo, o cérebro também é susceptível a ter sua saúde prejudicada. Procure imediatamente auxílio médico e saiba que você não está sozinho!

[Bright Side]

Comentários
Carregando...