Fotógrafo registra os poderosos efeitos e danos chocantes da droga mais letal do mundo

90.359 visitas
Foram 10 viciados retratados. Quatro anos mais tarde, 3 morreram, 4 desapareceram e o resto estão com sérios problemas de saúde.
CONTEÚDO EXPLICITO.

Em 2013, o fotógrafo italiano Emanuele Satolli viajou a Ekaterimburgo, na Rússia, para reunir-se com viciados de uma poderosa droga e deixar um registro dos efeitos letais de seu consumo. O resultado impactou muitos e assustou outros. O Krokodil (ou desmorfina) é considerado um substituto barato da heroína e nasceu no começo dos anos 2000 no comércio russo.

Emanuele Satolli

Lesões em uma pele esverdeada e de aspecto escamoso, similar a dos crocodilos.

The Daily Mail

Com o objetivo de voltar a ver aos viciados, Satolli viajou recentemente até a mesma cidade, mas o que encontrou foi algo realmente sombrio:

“Eu pensava que alguns deles já estavam mortos, mas não pensei que seriam tantos” – Contou o fotógrafo à Times.

Use o menu abaixo para continuar lendo o artigo. 

Fundador e proprietário do site e página Mistérios do Mundo, formado em Análise de Sistemas e amante da natureza, ciência e tecnologia. Largou o emprego para se dedicar exclusivamente a esse projeto e faz isso desde 2014. É paulista, e mora em Cascais/Portugal. Meu perfil pessoal: https://www.facebook.com/LucasRabelloMDM

Comentários