Esses são os 9 navios fantasmas mais assustadores da História

Esses são os 9 navios fantasmas mais assustadores da História
15.403 visitas
Por incrível que pareça, os navios fantasmas de fato existiram e tiveram consigo histórias extremamente aterrorizantes.

5 – Baychimo

O Baychimo foi construído na Suécia em 1911 e era um navio comerciante que atuava em rotas do noroeste do Canadá. Como parte das reparações de guerra, a Grã-Bretanha o ganhou da Alemanha e então sua última viagem, carregado uma carga de peles, em 1931 deixou o mundo inteiro intrigado.

Ao cruzar a costa da cidade de Barrow, o navio simplesmente congelou e a tripulação abandonou temporariamente e embarcação em busca de abrigo. Uma semana depois a embarcação conseguiu se libertar do gelo, ficando presa uma semana depois no gelo novamente. Assim sendo, a tripulação conseguiu sair do navio e construir tendas a fim de se abrigar, mas uma forte tempestade atingiu a região e o Baychimo desapareceu.  Passaram-se vários dias até que um caçador afirmou ter visto o navio e a equipe o localizou.

Por algum motivo misterioso a equipe localizou o Baychimo para recuperar a sua preciosa carga e… o abandonou! 38 anos se passaram e o navio permaneceu sendo avistado por aí, sempre preso em um bloco de gelo.

O Governo do Alasca iniciou, em 2006, iniciou uma operação para localizar o “navio fantasma do Ártico”, mas por incrível que pareça, nada foi encontrado.

4 – Octavius

Mais uma história simplesmente aterrorizante sobre navios fantasmas: encontrado em 1775 na Groelândia por um grupo de pessoas, este navio abrigava milhares de tripulantes mortos.

O comandante na cabine parecia estar escrevendo algo em um diário, ao lado de uma mulher com uma criança em uma manta e um homem segurando um barril de pólvora.

Rapidamente o grupo saiu da embarcação e um deles conseguiu pegar o diário em que o capitão “escrevia”: 13 anos antes da data em que o navio havia sido descoberto, o capitão escreveu que tomariam um atalho e que teriam ficado presos no gelo. Assustador!

3 – MV Joyita

Construído em 1931 para Roland West, diretor de filmes de Los Angeles, este iate de luxo serviu durante Segunda Guerra Mundial como um barco de patrulha emprestado. O barco, mesmo com problemas técnicos, saiu à deriva com 25 pessoas a bordo incluindo funcionários do governo, crianças e um cirurgião.

Um mês depois o navio foi misteriosamente encontrado à deriva em mais de 1000 km de distância, cheio de manchas de sangue no chão, com os rádios em frequência internacional de socorro e os relógios todos parados às 10:25. Que medo!

2 – Eliza Battle

Também de um luxo sem igual, esta embarcação era propriedade da realeza em 1852, sendo frequentada por presidentes e grandes investidores em suas festividades.

Um fato intrigante é que em uma noite fria de fevereiro de 1858, um misterioso incêndio se alastrou por toda a estrutura da embarcação em fardos de algodão no convés principal. Fora de controle, o navio afundou matando todos os que estavam dentro: homens, mulheres e crianças.

Havia cerca de 100 passageiros a bordo e seus restos permanecem a 8 metros de profundidade. Um fato intrigante é que muitas pessoas, durante a lua cheia em que a maré sobe, afirmam que o “Battle voltou a navegar”, soltando fogos de artifício e com música de violinos à bordo.

1 – RMS Queen Mary

Este navio é conhecido por ter navegado o Atlântico Norte entre 1936 a 1967, servindo de navio de cruzeiro e escolta aos britânicos durante a Segunda Guerra Mundial. A embarcação é conhecida no mundo inteiro por suas visões de fantasmas e atividades paranormais inexplicáveis.

Diz-se que a porta 13 da sala de motor tem o fantasma de um homem que morreu esmagado durante a perfuração de uma porta sólida. O pior de tudo é que muitos visitantes afirmaram tê-lo visto, vestindo um macacão azul, junto com outros fantasmas de mulheres de maiô de moda antiga no local.

O pior de tudo são as pegadas misteriosas de água, enquanto a piscina estava vazia.

Outra mulher, muito pálida, é vista com frequência dançando entre as sombras, sozinha. Existem diversos relatos de milhares de visitantes que coincidem entre si e são simplesmente assustadores!

Luciana Calogeras é professora e pesquisadora curiosa em diversas áreas do conhecimento. Qualquer sugestão ou feedback, fique à vontade para entrar em contato em seu perfil do Facebook.

Comentários